Pages - Menu

1a. Noite em Homenagem a Padroeira do Povoado de Lagoinha, Nossa Senhora do Carmo, em Água Branca - PB


A Primeira Noite em Homenagem a Padroeira do Povoado de Lagoinha, Nossa Senhora do Carmo. A abertura se deu através de uma Missa em louvor a Santa, com a Capela totalmente tomada pela comunidade. Após a missa foi realizado um bingo cuja arrecadação é direcionada para as realizações das festas. Na data de hoje é ofertado uma cesta básica que é doado pela comunidade. (JC)
fotos JC












 

Escola Estadual José Nominando de Água Branca PB homanageia os alunos que participaram do Programa GIRA MUNDO.

A Escola Estadual José Nominando de Água Branca, através de sua equipe Gestora, promove encontro dos alunos que participaram do Programa Gira Mundo, aproveitando a data significativa
do Dia dos Amigos. Dentre eles os contemplados do programa: Nicolle Gouveia de Freitas e Thiago Hyan de Lima Pereira. (Na foto, os dois da esquerda para a direita).
Aguabrancaemfoco.com.br participa desta alegria e expressa  os PARABÉNS, desejando a todos que CONQUISTEM  os seus sonhos!
JC
Fotos Viviane Firmino Veras
 


os Pais

Nasce mais um AGUABRANQUENSE no Hospital Municipal Quitéria Maria de Oliveira - Água Branca PB

No Hospital Municipal de Água Branca Quitéria Maria de Oliveira, referência regional em Partos Eutocia (normal) dá as boas vindas a mais um AGUABRANQUENSE. Com a alegria da recepção, a Coordenadora do hospital Michelly Alves expressa:
 "Não há Humanização se não nos doarmos inteiramente para um único objetivo!
 Este é o pensamento e a regra da equipe, e o  objetivo é sempre o bem estar e a recuperação dos nossos pacientes. Hoje logo cedo nasceu mais um Aguabranquense com a Equipe Top do HMAB! Parabéns à todos os profissionais desta instituição! Parabéns a Secretaria Municipal da Saúde  por nos dar a oportunidade de exercer nosso trabalho com qualidade, dedicação e amor! Parabéns à  Água Branca por ter esta Saúde exemplar na região"

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE CONVENÇÃO MUNICIPAL - PSB - ÁGUA BRANCA - PB

CONVOCAÇÃO

Paraíba ganha nova faculdade com várias opções de cursos e pós-graduações


alcimar-310x245A Faculdade de Teologia e Ciências (FATEC) passa atuar na cidade de João Pessoa, com o sistema EAD (educação à distância) para aplicação dos seus cursos. A Instituição está situada na Avenida Ruy Carneiro, 115, no bairro de Tambaú.

A FATEC possui cursos de bacharelado, mais de 10 licenciaturas na área de educação; mais de 20 cursos superior sequencial; em diversas áreas; 14 pós-graduações; mais de 10 mestrados, com opções de mestrados profissionais; e 20 cursos técnicos.

Nesta fase inicial de lançamento no estado a FATEC está contemplando os 100 primeiros inscritos com bolsas de 50%, em qual curso. Mais informações tem no site: www.fatecc.com.br; email: fateccparaiba@gmail.com; e nos telefones: (83)-99861-9278 e 98862-4596.

MaisPB

Decreto de ‘Calamidade’ no Rio causou a devolução de 50 mil ingressos das Olimpíadas


rio 2016
O decreto de “estado de calamidade pública” estabelecido no Rio de Janeiro pelo governador interino Francisco Dornelles motivou a devolução de 50 mil ingressos dos Jogos Olímpicos, conforme informou a coluna do jornalista Ancelmo Gois no jornal O Globo desta quinta-feira (21).
É que quando a notícia se espalhou pelo mundo, os fãs recuaram, uma vez que “calamidade” é também entendida como catástofre e guerra. O pedido de devolução, segundo o sistema oficial de compra, é permitido.
Só que Dornelles justificou depois o decreto jurídico para receber uma ajuda R$ 2,9 bilhões do governo federal.
Além disso, a imagem do Rio ficou ainda mais prejudicada após as manifestações dos policiais civis no Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim, quando os agentes de segurança estenderam faixas com frases em inglês como “welcome to hell” – bem-vindo ao inferno, em português.
Créditos: Notícias ao Minuto

Atriz que fez “Tieta” usa redes sociais para pedir emprego


Publicado em :
joana
A atriz Joana Fomm, de 75 anos, usou seu perfil no Facebook para pedir emprego na noite de ontem(20). No post, Joana explica que pode trabalhar como atriz ou jornalista.
“Amigos, estou precisando trabalhar. Como atriz ou jornalista. Tem horas que fica difícil ainda. Ainda não tinha encarado essa. Alguém precisa de mim?”, escreveu.
A atriz recebeu  mensagens de apoio e muitos amigos compartilharam a postagem.
Joana atuou em diversos sucessos da Rede Globo, tendo interpretado a marcante personagem Perpétua, na novela Tieta, de 1989
Créditos: Notícias ao Minuto

Todo dia o governo Temer morre um pouco, quando morrerá de vez ? – Por Gilvan Freire


temer 2
O país está passando por uma demorada via-crúcis, que sai do pretório e segue martirizando o povo até o calvário. O pretório, nos tempos da Roma antiga, foi tudo : abrigo dos generais, palácio dos soberanos e tribunal.
Melhor que tenha tido ao longo da história essas denominações. Vale a pena considerar hoje, simbolicamente, no Brasil, que o pretório seja a junção dos três, significando todas as autoridades juntas nos três poderes. Do ponto de vista da má fama, são assemelhados e praticam desatinos em associação. Se atolam cumpliciados nos lamaçais que infestam a nossa Roma.
A nossa Via Dolorosa é longa. Vem de 13 anos, quando o governo não era muito bom mas ainda poderia piorar e a gente nem acreditava nisso. Governo aqui no sentido também dos três poderes. Havia pelos menos uma aura de confiança pública nas autoridades constituídas. Não sobrou sombras do que o povo imaginava que fossem.
Lula, Dilma e Temer são os fantasmas dessa trindade mal-assombrada. Milhos do mesmo cuscuz estragado.. Nos demais poderes, as figuras são dessa contemponeidade maldita. Ninguém morre de vez nem desiste do poder . Nós é que temos a obrigação de tolerá-los. Eles parecem imortais, mas nós morremos antes do tempo. De desengano, tédio e
inconformação. Mas sem o poder ele definham e somem . É um alívio social e uma grande economia de dinheiro público. O sumiço é uma forma de matar os imortais . Que sumam.
Fonte: polemica

O melancólico fim de Cunha: Isolado, o ex-poderoso deputado Eduardo Cunha foge de vizinhos desafetos

Isolado, Eduardo Cunha foge de vizinhos desafetos
Poderoso até o dia 7 de julho, quando renunciou ao cargo de presidente da Câmara, o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) se transformou em um parlamentar pela metade. Desde 5 de maio está suspenso das suas atividades por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) e não pode frequentar o Congresso. Agora, terá de deixar imediatamente a residência oficial, que será utilizada pelo novo presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ). Nesta quarta-feira (21) a Mesa Diretora da Casa determinou que Cunha só terá direito a ocupar um apartamento funcional em Brasília, mas terá de pagar do próprio bolso as despesas de água, energia e limpeza do imóvel. Tanto constrangimento não acabou com a empáfia do peemedebista.
Nos últimos dias ele tentou exigir que a direção da Câmara o acomodasse em um apartamento funcional novo, da cota dos imóveis recém-reformados. Quando os funcionários encontraram um dentro do padrão Cunha, descobriram que o vizinho de porta seria o deputado Silvio Costa (PTdoB-PE), um dos mais duros adversários do ex-presidente. Cunha soube do incômodo e não aceitou morar lá para não ter que cruzar todos os dias com um colega que o chamava de ladrão e canalha em discursos e entrevistas.
Os funcionários encontraram um apartamento em outro prédio também recém-reformado, como exigia Cunha. No novo endereço, o deputado quis saber quem seriam seus vizinhos. Descobriu que no edifício moram três deputados do PT, seus adversários políticos. Para evitar encontrar os petistas no playground ou no elevador, Cunha desistiu. Os funcionários encontraram um terceiro imóvel, mas em prédio ainda sem a tal reforma desejada pelo ex-presidente da Câmara, mas com a vantagem de não morar deputado ou senador. Até a provável cassação do seu mandato prevista para final de agosto, Cunha só terá como vizinhos autoridades de outros poderes. O constrangimento será menor.
Líder do “centrão”, grupo multipartidário formado por quase 200 deputados considerados de baixo-clero e com fortes características fisiológicas, Cunha também perdeu o direito de voar com passagens aéreas pagas pela Câmara. Ele não poderá utilizar dinheiro público, da chamada verba indenizatória para custear despesas com transportes – combustíveis e táxis, por exemplo – ou restaurantes. Também foi suspenso o reembolso com gastos de aluguel com escritório de representação no seu estado, o Rio de Janeiro, como todos os demais parlamentares fazem.
Hoje ele perdeu os cinco seguranças que o acompanhavam para protegê-lo supostamente de ameaças, nunca comprovadas. A direção da Câmara não aceitou o argumento que o ainda deputado corre riscos ao andar sozinho por aí e cortou a mordomia. Quando estava no cargo, a qualquer hora Cunha poderia requisitar avião da FAB para levá-lo aonde quisesse e vivia na residência oficial com direito a comida, bebida, faxina, segurança e até assistência médica destinada a chefes de poder.
Até o julgamento do pedido de sua cassação por quebra de decoro parlamentar, sob a acusação de ter mentido à CPI da Petrobras sobre suas contas secretas em paraísos fiscais, Cunha ficará com o salário de R$ 33,7 mil e o direito de manter em seu gabinete funcionários pagos com a verba pública, até o limite de R$ 92 mil mensais.
Congresso em Foco

Ricardo recebe delegação do Botafogo após classificação inédita na Copa do Brasil


 
Ricardo recebe delegação do Botafogo após classificação inédita na Copa do Brasil
 
O governador Ricardo Coutinho recebeu, nesta sexta-feira (22), às 8h30, dirigentes e atletas do Botafogo da Paraíba, após a classificação inédita do clube para as oitavas de final da Copa do Brasil. O encontro acontece na Granja Santana e será aberto à imprensa.
 
O Belo foi o primeiro clube classificado às oitavas de finais da Copa do Brasil. Ele eliminou o Ceará ao segurar o empate sem gols no estádio Presidente Vargas, o PV, em Fortaleza, nesta quarta-feira, 20. O time paraibano fechou a terceira fase com quatro pontos porque tinha vencido em casa por 3 a 0, em João Pessoa, na semana passada.
 
É a primeira vez que o Botafogo-PB vai tão longe na Copa do Brasil, mesmo disputando a Série C do Campeonato Brasileiro. Agora está entre os 10 melhores da competição e ainda vai ter a companhia de mais seis clubes. Cinco vindo da Copa Libertadores - São Paulo, Palmeiras, Corinthians, Grêmio e Atlético Mineiro - e o Internacional, que foi o quinto colocado do Brasileirão do ano passado. A nova fase vai ser definida por sorteio dirigido
ParlamentoPB.

Inflação medida pelo IPCA-15 volta a subir e fecha últimos 12 meses em 8,93%


 
Inflação medida pelo IPCA-15 volta a subir e fecha últimos 12 meses em 8,93%
 
A prévia da inflação oficial do país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) voltou a acelerar este mês, ao subir 0,14 ponto percentual e passar de 0,40% para 0,54% entre junho e julho deste ano. Com o resultado, o IPCA-15 acumula alta de 8,93% nos últimos doze meses – resultado, no entanto, que chega a ser 0,05 ponto percentual inferior ao da taxa acumulada nos 12 meses imediatamente anteriores: 0,98%.
 
Os dados foram divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e indicam que o total acumulado no ano é de 5,19%, bem abaixo dos 6,9% registrados em igual período do ano anterior. Em julho de 2015, a taxa havia sido 0,59%.
 
Peso dos alimentos
 
Mais uma vez os preços dos alimentos continuam pressionando a inflação, chegando a subir 1,45% na relação com a prévia de junho, exercendo 0,37 ponto percentual sobre a alta do mês. Com alta de 0,37% em julho e participação de 69% do IPCA-15 no mês, o grupo alimentação e bebidas acusou a mais elevada variação para os meses de julho desde a alta registrada em 2008: 1,75%.
 
Também mais uma vez o feijão-carioca, cujos preços subiram, em média, 58,06%, foi, isoladamente, o item que exerceu o maior impacto no índice do mês, 0,18 ponto percentual. Em Goiânia, o quilo do produto aumentou 81,03%, em Brasília (62,69%), em Salvador (61,69%) e em Fortaleza (60,63%).
 
Segundo o IBGE, os demais tipos de feijão também apresentaram aumentos significativos nos preços. O mulatinho passou a custar, em média, 45,94% a mais, o preto subiu 34,23% e o fradinho, 11,78%.
 
Preços em alta
 
Os alimentos continuam a ser o grande vilão da inflação e não só pela alta elevada e generalizada dos diversos tipos de feijão consumidos pelos brasileiros. Segundo o IBGE, vários outros alimentos ficaram “bem mais caros” de um mês para o outro.
 
Este é o caso, por exemplo, do arroz, que teve os preços elevados em 3,36% na média, mas chegando a atingir 8,2% em Belém; 6,67% em Fortaleza; e 6,53% em Goiânia. O resultado é que comer feijão com arroz, prato típico da mesa do brasileiro, passou a custar bem mais caro de norte a sul do país.
 
Outro alimento com participação importante na despesa das famílias, o leite aumentou 15,54%, em média, chegando a atingir 27,46% em Curitiba; 24,15% em Porto Alegre; e 20,17% em Goiânia. Assim, os preços de seus derivados aumentaram, destacando-se o leite em pó, que ficou 3,26% mais caro.
 
Contrapartida
 
A alta de 0,54% na inflação - medida pelo IPCA-15 - em julho só não foi ainda maior porque, em contraposição à elevação de 1,45% do grupo alimentação e bebidas, a maioria dos demais grupos de produtos e serviços pesquisados evidenciou desaceleração na taxa de crescimento de junho para julho.
 
A exceção foi o grupo transportes que fechou a prévia da inflação do mês com variação de 0,17% e apresentou aceleração na taxa de crescimento quando comparado a junho, em decorrência da pressão exercida pelas passagens aéreas, que subiram 19,05%.
 
No grupo, também apresentaram altas expressivas ônibus interestadual (3,69%); pedágio (1,98%); etanol ( 1,22%); conserto de automóvel (0,85%) e emplacamento e licença  (0,77%).
 
Itens importantes tiveram queda, contribuindo para conter a taxa do mês. Destaque para a energia elétrica – grande vilã da inflação no ano passado –, que fechou com deflação de 1,26%; seguro voluntário de veículos (-1,23%); gasolina (-1,11%); automóvel usado (-1,02%); e automóvel novo (-0,63%).
 
Entre as 11 regiões envolvidas na pesquisa do IPCA, sete fecharam com taxas superiores à média nacional de 0,54%, com destaque para Goiânia onde a taxa variou de 0,01% para 0,91% entre junho e julho, a maior alta do país. Depois, aparece Belém (de 0,41% para 0,69%.
 
Como é
 
O IPCA-15 serve de prévia para a inflação do país medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA). A diferença está no período de coleta. No caso do IPCA, os preços foram coletados no período de 15 de junho a 13 de julho (mês de referência).
 
E, embora o indicador se refira às famílias na mesma faixa de renda (de 1 a 40 salários), abrange apenas 11 das principais regiões metropolitanas e municípios do país, enquanto o IPCA envolve 13 regiões e municípios.
 
 
 
 
 
Agência Brasil

Adolescente é estuprada após descer de ônibus em Afogados da Ingazeira

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa

Uma adolescente de 16 anos foi estuprada na noite da quarta-feira (20) em Afogados da Ingazeira, no Sertão de Pernambuco. De acordo com o delegado regional de Polícia Civil, Jorge Damasceno, “a jovem ficou com lesões pelo corpo e está muito abalada com a violência, por isso ainda não foi ouvida”. O caso foi registrado no Sítio Jiquiri, na zona rural. A Polícia Civil informou que a adolescente foi encontrada na madrugada desta quinta-feira (21) – ela estava em um matagal. O delegado disse que o crime foi cometido após ela descer de um ônibus – ele não soube dizer se o veículo era escolar. A jovem foi levada ao Hospital Regional do município, medicada e depois teve alta.
“Ela [a jovem] está em casa, mas fez o exame sexológico que comprovou o estupro. O suspeito ainda não foi localizado, mas era conhecido da vítima”, afirmou Damasceno.
BlogdoItamar

Dez coisas que podem matar e você não sabia


caveiraConhecemos muitas substâncias perigosas que podem oferecer riscos, geralmente produtos tóxicos e similares, porém, existem coisas comuns em nosso cotidiano que também podem levar à morte, seja por excesso ou por consumo de forma errada. Veja agora 10 situações em que sua vida corre perigo:

Café
Acredita-se que a cafeína presente em 70 copos de café pode levar uma pessoa de 70 kg à morte por parada cardíaca – oriunda do excesso de palpitações.

Álcool
O álcool age como uma espécie de calmante. Cerca de 13 doses de bebidas alcóolicas podem ser fatais, desligando o sistema respiratório ou cardíaco.

Sal
O sódio em excesso pode causar um encolhimento celular mortal, conhecido como hipernatremia. Sendo principalmente perigoso quando há pouco ou nenhum consumo de água.

Líquido em excesso
Recentemente, uma britânica morreu após consumir seis litros de água em seguida, após uma caminhada longa. Os médicos disseram que o excesso causou pressão em seu crânio, movimentando os tecidos cerebrais e, finalmente, causando “morte cerebral” por uma condição chamada “hiponatremia associada ao exercício” (EAH).

Prender a respiração em um mergulho
Quatro minutos debaixo d’água é o suficiente para danificar o cérebro, caso a respiração esteja sendo controlada. Atingir os seis minutos pode levar à morte. Isso acontece com amadores, pois mergulhadores treinados possuem condições de ficar mais tempo debaixo da água sem respirar.

Altura
Quando se está a 8 mil metros acima do nível do mar, é difícil deixar o corpo se acostumar, com seus processos fisiológicos. Esta é a chamada “zona da morte”. Uma pessoa muito alta também pode sofrer, como o caso de Robert Pershing Wadlow, um norte-americano da década de 30 que alcançou os 2,7 metros de altura e teve problemas circulatórios e pressão excessiva nos ossos, levando-o à morte aos 22 anos.

Chocolate
Abusar no chocolate é perigoso. A teobromina presente no chocolate, quando ingerida em grande quantidade, pode causar desidratação, problemas digestivos, ataques epiléticos e, finalmente, a morte. Obviamente, seria uma quantidade exagerada: é preciso consumir 85 barras seguidas de chocolate ao leite.

Maconha
Apesar de ser uma tarefa difícil, para correr risco de morte por consumo de maconha é preciso ingerir 22 Kg da droga, ou fumar 680 quilos em menos de 15 minutos. Além disso, a maconha também está associada com distúrbios cardíacos raros que levam à morte. Alguns casos já foram oficialmente registrados na literatura Médica.

Música alta
Cuidado ao ouvir músicas em volume exagerado, pois atingir os 185 decibéis pode explodir seus pulmões, por conta da pressão causada.

Falta de sono
Privar-se do sono é extremamente perigoso a longo prazo. De acordo com alguns estudos, 11 dias seria o tempo máximo para manter alguém vivo sem dormir – embora antes de alcançar esta marca, ocorrem diversas reações adversas graves com o corpo e o raciocínio.

Jornal Ciência

Quando denunciar o golpe pode virar ameaça no mercado de trabalho


Felipe Pena
Jornalista e escritor Felipe Pena, da GloboNews, publicou relato sobre a pressão que tem sofrido, até mesmo de amigos e colegas de trabalho, para parar de "denunciar o golpe" do impeachment nas redes sociais; entre os argumentos utilizados no pedido, o de que ele pode ficar sem emprego se continuar nadando contra a corrente; "A ameaça de exclusão alimenta a espiral do silêncio. Ela é o vetor totalitário que perpassa a construção de um falso consenso e constrói a ponte para o passado. Ela é o terror das vozes dissonantes. Ela é o atraso", afirma.
Jornal GGN - O jornalista Felipe Pena (GloboNews) publicou no Extra um relato sobre a pressão que tem sofrido, até mesmo de amigos e colegas de trabalho, para parar de "denunciar o golpe" do impeachment nas redes sociais. Um dos argumentos usados para fundamentar o pedido é de que ele pode ficar sem emprego se continuar nadando contra a corrente.
Por Felipe Pena
O Macarthismo brasileiro e a espiral do silêncio
No Extra
"Felipe, você tem que parar com esse Diário do Golpe no facebook" – aconselha um amigo, muito preocupado com minha carreira. "Vão te boicotar em todas as mídias" – acrescenta, para, em seguida, citar roteiristas, escritores e professores que estão numa suposta lista de excluídos que ousaram chamar o processo de impeachment pelo seu verdadeiro nome: golpe.
Não estou preocupado com isso, respondo. Falo sobre a inexistência do crime de responsabilidade de Dilma, atestada pelo Ministério Público Federal e pela perícia do senado. Falo sobre as gravações de senadores dizendo que precisavam tirar a presidente para barrar a operação lava-jato. Falo sobre o inciso 39 do parágrafo 5º da Constituição para embasar juridicamente meu argumento. Mas não adianta. Meu amigo é sincero, só está preocupado comigo, não quer saber de política. Ele próprio apagou postagens em redes sociais para não ser excluído da empresa onde é roteirista. "Eu já desisti" – conclui, aliviado.
Com exceção da parte tecnológica, parece uma conversa travada na década de 1950. Sinto-me vigiado pelo senador MacCarthy em plena guerra fria. Pior ainda, percebo nas palavras de meu amigo a exemplificação da espiral do silêncio, conceito criado pela pesquisadora Noelle-Neuman para explicar como as interações sociais tendem a priorizar opiniões dominantes, ou melhor, opiniões que parecem dominantes, consolidando-as e ajudando a calar as diferenças.
Para Neuman, as pessoas tendem a esconder opiniões contrárias à ideologia majoritária, o que dificulta a mudança de hábitos e ajuda a manter o status quo. A opção pelo silêncio é causada pelo medo da solidão social, que se propaga em espiral e, algumas vezes, pode até esconder desejos de mudança presentes na maioria silenciosa. Só que esses desejos acabam sufocados pela espiral do silêncio.
Em outras palavras, as pessoas não são apenas influenciadas pelos o que os outros dizem como também pelo que imaginam que eles poderiam dizer. Se acharem que suas opiniões podem não ter receptividade, optam pelo silêncio.
Os golpistas contam com a espiral do silêncio. Meu amigo, que antes era combativo e atuante, foi tragado por ela e busca a integração social através da observação da opinião dos outros, procurando se expressar dentro dos parâmetros que o cercam para evitar o isolamento.
No caso dele, há um agravante: o isolamento também pode ser profissional, o que inviabilizaria o sustento de sua família. É aí que entra a técnica macarthista. Listas ou suposições de listas servem como chantagem para os que ousam nadar contra a corrente.
A ameaça de exclusão alimenta a espiral do silêncio. Ela é o vetor totalitário que perpassa a construção de um falso consenso e constrói a ponte para o passado. Ela é o terror das vozes dissonantes. Ela é o atraso.
O #DiárioDoGolpe é apenas um registro de quem se recusa a ser tragado pela espiral. Será publicado, diariamente, numa TL perto de você.
* Felipe Pena é jornalista, escritor e psicólogo. Professor de roteiro na UFF, foi comentarista do Estúdio I, na GloboNews, e é autor de 15 livros.
Brasil 247

Por que Pamela pode tudo?

Tião Lucena



FABIANO GOMES
Não é tema que mereça muita atenção, mas quando o farol do absurdo acende é impossível ficar ancorado no silêncio. Nesse roteiro novelesco traçado pela ex-primeira-dama do Estado, Pamela Bório – no qual ela é a única coitadinha e o governador Ricardo Coutinho é o todo-poderoso -, esconde-se uma farsa, teatralmente encenada, que precisa ser discutida mais profundamente.
Aos olhos da lei, pode alguém acusar diretamente uma pessoa de crime sem apresentar, seja em público, na polícia ou diante de juiz, uma prova sequer de suas acusações, ficando, apesar disso, totalmente imune a punições ou restrições?
No exercício jornalístico, por exemplo, eu e os colegas jornalistas sabemos que somos convocados a dar explicações e sofremos as penas legais todas as vezes que avançamos o sinal dos fatos atingindo a honra de alguém, seja governador ou não, sem a devida comprovação da acusação.
Mas não é isso que a senhora Pamela Bório, cujo maior título que ostenta hoje é de ex-primeira-dama, e com ele pretende se colocar como a Madre Tereza de Calcutá, faz há pelo menos dois anos contra o ex-marido?
Qual a real contribuição que a senhora Pamela Bório deu a quaisquer das investigações em curso, além daquilo que diz que vai dizer. Acostumou-se a dar manchetes sem trazer a reportagem.
Aos olhos da lei, pode alguém fugir da intimação formal de autoridade policial para prestar depoimento na delegacia e, mesmo assim, ficar imune?
Seguindo a mesma linha, pode alguém ameaçar uma babá como uma faca sem ser denunciada? Expor a imagem de uma criança de cinco anos, usando-a como “mote” para sua vida de “sofrimento e provações”, ao mesmo tempo que aparece sorrindo nas mais glamourosas festas, portando as mais caras bolsas, desfrutando dos mais variados tratamentos de beleza, privilégios que nem as princesas de Orlando possuem (ou tem)?
Pode alguém por ódio atacar o pai de uma criança, sem se importar com os efeitos danosos que pode causar ao menor?
Pode alguém dizer que passa por privações financeiras, mas tem advogado de escritório caro toda vez que pisca os olhos, contornados por longos e lindos cílios postiços?
Pode alguém estando casada com outra vazar áudios de discussões internas a adversários políticos dentro de uma campanha eleitoral?
Poder até pode. Mas não para ficar imune. Seja da lei ou da reprovação social. Os avanços do nosso arcabouço jurídico, seja no que diz respeito à garantia dos direitos individuais de imagem e honra, seja no âmbito do Direito de Família, apontam para uma reflexão e julgamento sem protecionismo advindo de encenações baratas.
Seja Ricardo Coutinho governador ou fosse ele o funcionário público na UFPB, não poderia deixar de reivindicar todos os direitos que considera estarem sendo usurpados. Da mesma forma, seja Pamela Bório ex-alguma coisa ou não, não poderia ficar sem ter que responder por aquilo que vem praticando como se tivesse, por ser mulher, bela e (esqueçamos o recatada e do lar), uma licença permanente para atuar acima da lei.
Essa é a questão. Considerando que pode jogar sem regras, Pamela avança todos os sinais e quando é parada na blitz, acusa o governador de tirania. Mas é o inverso. Não respeitar restrições legais, desobedecer decisões judiciais, e debochar da Justiça são as principais marcas de uma tirania. E me parece que Pamela é que vem adotando tal comportamento.
Esforçando-se no papel de vítima, não percebe que é exatamente a sua própria imagem que reflete no espelho de suas próprias acusações. Excessivamente maquiada, certamente, não consegue ver sua verdadeira face.(transcrito do Blog do Gordinho).