Pages - Menu

Banco do Nordeste libera R$ 1 bilhão para a PB

Energia Solar 1
O Banco do Nordeste planeja aplicar R$ 1 bilhão do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) na Paraíba em 2016. A disponibilidade de recursos foi apresentada em encontros com agentes produtivos do estado em junho, como na Federação da Indústrias da Paraíba (Fiep), quando o diretor de negócios do Banco do Nordeste, Joaquim Cruz, esteve presente e apresentou dados de investimentos no estado e a linha do FNE Sol, lançada recentemente. “Somos castigados pela seca há séculos e agora o Sol, que sempre nos castigou historicamente, pode ser a alavanca de nossa redenção econômica e social”, disse.
Um dos focos de aplicações da instituição são os investimentos na transformação da matriz energética das empresas dos segmentos urbanos e rurais, a partir da aquisição de sistemas fotovoltaicos, eólicos e de biomassa em seus empreendimentos. A proposta do FNE Sol é que as empresas adotem sistemas renováveis de micro e minigeração de energia e que o investimento possa ser temporariamente pago na diferença da redução da conta de energia. A empresa tem em média de cinco anos para quitar o valor, com 25 anos de vida útil do equipamento adquirido.
Em junho, o Banco também apresentou sua estimativa de aplicações para o ano em encontros com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Associação Paraibana dos Criadores de Caprinos e Ovinos (Apaco) e secretarias do Governo Estadual.
Instalação de empresas deve gerar R$ 920 milhões
A geração de energia elétrica com o uso de sistemas renováveis e limpos deve gerar investimento de R$ 920 milhões para os próximos anos, a partir da instalação de empresas que utilizarão o sistema fotovoltaico na matriz energética até 2019. Existem oito empreendimentos em fase de implantação na Paraíba já aprovados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em leilões realizados nos anos de 2014 e 2015, conforme informou o diretor de Negócios, Joaquim Cruz.
As cidades já definidas para receber os empreendimentos eólicos são: São José do Sabugi, Santa Luzia e Junco do Seridó. A Força Eólica do Brasil, joint venture entre os grupos Neoenergia e Iberdrola,foi a vencedora do leilão e será responsável pela construção e operação dos parques eólicos Lagoa e Canoas I e II, com potência de 30 MW (megawatts) cada. Além dessas cidades, o município de Coremas  receberá um investimentos em energia fotovoltaica, também em atividades já leiloadas e o Banco do Nordeste já negocia com estas empresas o apoio financeiro para estes investimentos capazes de transformar a realidade da matriz energética da Paraíba e também do Brasil.
MaisPB

Fiscalização do Procon fecha fábrica de falsificação de água mineral, no Sertão paraibano

Uma fábrica que de falsificava água mineral foi fechada pelo Procon municipal da cidade de Patos, no Sertão paraibano. 

O flagrante aconteceu durante uma ação de fiscalização que está sendo intensificada há cerca de dois meses no município. 

Segundo o Procon, os garrafões de 20 litros estavam sendo abastecidos com água imprópria para consumos e marcados com rótulos falsificados.  

A fábrica clandestina funcionava na zona rural, no limite dos municípios de Patos e São José de Espinharas, no Sertão, e eram repassadas para estabelecimentos na zona urbana.


“A suspeita começou quando percebemos uma grande quantidade de garrafões de água mineral sem os rótulos no local. A água usada era retirada de poços artesianos e passava por um processo de limpeza para ficar com aparência cristalina, mas era imprópria para consumo”, explicou o secretário do Procon de Patos, Maurício Alves.

O flagrante aconteceu no dia 16 de junho e, na última quinta-feira (23), o Procon recebeu o resultado de exames que confirmaram a presença de substâncias que tornam a água imprópria. “Os rótulos também eram falsificados e os garrafões repassados para estabelecimentos. Ainda não temos certeza se os donos dos estabelecimentos sabiam da procedência das águas”, destacou Maurício Alves.

Segundo o secretário, as ações de fiscalização foram intensificadas desde o último dia 4 de maio. Até esta quarta-feira (29) já foram fiscalizados cerca de 130 estabelecimentos comerciais, entre supermercados, panificados, mercadinhos, fornecedores e lojas de conveniência.



G1

Grave acidente entre ambulância e camionete mata um e fere quatro na BR-412

acidente_br_412
Uma pessoa morreu e quatro ficaram feridas, no início da tarde desta quinta-feira (30), em decorrência de um acidente BR-412 entre uma ambulância da cidade de Monteiro e uma camionete.
O acidente aconteceu próximo a entrada para o distrito de Malhada de Roça. O Samu foi acionado e socorreu quatro vítimas para o Hospital de Serra Branca. Na unidade de saúde, uma delas veio a óbito. Outro homem teve traumatismo em pelo menos duas partes do corpo e foi transferido para Campina Grande. Eles estavam na camionete, que seria do município de Teixeira.
O motorista da ambulância e uma mulher, que estava no veículo, tiveram ferimentos, mas passam bem no Hospital de Serra Branca. Outro monteirense, também presente na ambulância, foi transferido direto para o hospital de Trauma de Campina Grande.
MaisPB

Primeira fábrica de aviões da Paraíba é inaugurada em Campina Grande


A primeira fábrica de aviões da Paraíba e a quinta do Brasil foi inaugurada na manhã desta quinta-feira (30), em Campina Grande, no Agreste paraibano. Localizada no distrito de São José da Mata, a empresa deve fabricar modelos leves com capacidade para duas e quatro pessoas. O investimento é de R$ 5 milhões e o primeiro modelo fabricado deve ficar pronto em setembro deste ano.
A inauguração aconteceu por volta das 10h, quando um dos modelos que está em fase de montagem foi exposto.
A aeronave de origem americana Volato 400 de uso empresarial, tem capacidade para quatro pessoas. Ela deve ser vendida pelo valor de R$ 750 mil. O avião deve atingir 15 mil pés de altura a uma velocidade média de 350 km/h.
A fábrica conta com profissionais e técnicos da Paraíba, Pernambuco e Rio de Janeiro e é fruto de uma parceria com colaboradores do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Segundo os profissionais, o processo de montagem é lento pelo cuidado exigido para cada detalhe do avião. “Meu serviço é desenvolvimento de toda a parte mecânica, incluindo sistemas como motor, freio e comando de voos”, disse o inspetor de manutenção Rodrigo Rocha.
O dono da fábrica, o empresário Juan Pinheiro, disse que o empreendimento deve tornar a Paraíba uma referência no segmento de aviação. “O grande desafio é a gente importar esse conhecimento e poder replicar com os profissionais de nossa cidade e gerar novos projetos”, disse empresário.

Fonte G1

Estudo mostra que país tem 29 homicídios de crianças e adolescentes por dia


Os assassinatos dos meninos Italo, 10, e Waldik, 11, neste mês de junho na cidade de São Paulo realçam um problema que tem números alarmantes no Brasil: a violência contra crianças e adolescentes. Um estudo divulgado nesta quinta-feira (30) mostra que o país ocupa o terceiro lugar em homicídios nessa faixa etária em um conjunto de 85 nações analisadas. Em 2013, último ano com dados disponíveis, foram assassinados 10.520 crianças e adolescentes no Brasil, o que resulta em uma média de 29 casos por dia.
A maioria das vítimas era negra, do sexo masculino e foi atingida por disparo de arma de fogo. "É um número bárbaro, extremamente elevado", afirma o sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz, autor do estudo e coordenador do Programa de Estudos sobre Violência da Flacso (Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais), responsável pela série Mapa da Violência.
O estudo tem como base dados do Sistema de Informações de Mortalidade, do Ministério da Saúde, e compila estatísticas disponíveis desde 1980.
Jacobo frisa que, apesar de os números serem chocantes, o ritmo de crescimento da violência contra crianças e adolescentes vinha caindo. De acordo com o estudo, a alta dos homicídios foi de 174% na década de 1980, baixou para 63% na década de 1990 e para 7% na primeira década do século 21.
Os números totais de assassinatos apresentaram um declínio entre 2003 e 2010, mas voltaram a subir continuamente desde então. A alta de 2010 a 2013 foi de 21%. As causas naturais ainda são as maiores responsáveis pelas mortes de crianças e adolescentes, mas vêm caindo com constância.
A participação dos homicídios no total de mortes de crianças e adolescentes no país subiu de 9% em 2003 para 14% em 2013. No entanto, o ritmo de crescimento dessa participação caiu de 365% na década de 1980 para 56% na década passada e para 20% no período de 2010 a 2013.
Na avaliação do pesquisador da Flacso, políticas públicas como a campanha do desarmamento implantadas desde o início do século são as responsáveis pela contenção do ritmo de aumento da violência. A sociedade brasileira, afirma Jacobo, começou a se conscientizar de que o país é violento.
Por idade
Os dados de 2013 mostram que as mortes por causas externas superam as provocadas por causas naturais a partir dos 14 anos de idade e atingem o pico em termos proporcionais no final da adolescência.
"A principal causa responsável por esse incremento drástico nas causas externas são os homicídios que, representando algo em torno de 2,5% do total de mortes até os 11 anos de idade das vítimas, inicia um violento crescimento na entrada da adolescência, aos 12 anos de idade, quando pula para 6,7% do total de mortes; para 14,0%, aos 13 anos, para 25,1%, aos 14, e assim seguindo, até alcançar seu pico de participação, aos 17 anos de idade, quando atinge a marca de 48,2% da mortalidade", aponta Jacobo no Relatório Violência Letal Contra as Crianças e Adolescentes do Brasil.
Com uma taxa de 4,3 homicídios por cem mil habitantes, o Brasil é o terceiro país mais violento para crianças e adolescentes de 10 a 14 anos em uma lista de 85 nações. E fica na mesma posição, com uma taxa 16,3, na faixa de 1 a 19 anos. Nas duas situações, o Brasil só não é mais violento que o México e El Salvador, de acordo com dados da OMS (Organização Mundial da Saúde).
Estados e capitais
Em números absolutos, a Bahia teve o maior número de assassinatos de crianças e adolescentes em 2013, com 1.171 casos. Entretanto, a taxa por cem mil habitantes mais alta é a de Alagoas, com 43 homicídios, o que representou um aumento de 193% em relação a 2003, quando o Estado era o sétimo mais violento para crianças e adolescentes – na época, o Rio tinha o índice mais elevado.
Entre as capitais, Fortaleza (CE) tem as estatísticas mais altas, tanto em números absolutos (651) quanto na taxa por cem mil habitantes (81). Em 2003, a capital cearense era a terceira menos letal para crianças e adolescentes. Em dez anos, sua taxa por cem mil habitantes cresceu 756%.
Segundo Julio Jacobo, ainda há subnotificação dos casos de homicídios. O problema, atualmente, diz o sociólogo, é que Estados registram muitas mortes sem determinar suas causas. Na Bahia, por exemplo, 4,2 das mortes de crianças e adolescentes de 1 a 19 por cem mil habitantes não tiveram a causa determinada no registro.
Para o autor do relatório, o crescimento da violência no interior do Brasil e em regiões como o Nordeste reflete um descompasso entre o desenvolvimento econômico e a estrutura do Estado, que tem fragilidades na área da segurança pública. "Os novos polos de crescimento atraem investimento, mas também atraem marginalidade. Têm dinheiro, têm bancos, mas a estrutura do aparelho do Estado não acompanha esse processo de modernização", afirma Jacobo.

Fonte UOL

Depois do feijão, quais podem ser os próximos vilões da inflação?


O feijão tomou o lugar do tomate como alimento que anda pesando no bolso dos brasileiros. O preço do carioca, variedade popular no Sudeste, subiu 54,09% até junho, segundo o IPCA-15, índice do IBGE considerado como a prévia da inflação.
No ano passado, uma caixa de tomates chegou a custar o dobro do que em 2014. Com a inflação ainda alta, muita gente se pergunta: qual vai ser o próximo vilão das compras?
Para tentar responder, a BBC Brasil conversou com economistas e especialistas no mercado de agronegócio. Segundo eles, os itens que podem causar mais preocupação nas próximas semanas são o leite, o milho e o arroz.
O clima é o fator comum em todas as altas, explicam os entrevistados. A distribuição irregular de chuvas neste ano prejudicou a produção dessas culturas.
Arroz
No caso do arroz, as tempestades no Rio Grande do Sul - maior produtor - em abril atrasaram a colheita e causaram uma quebra de 15% na safra. Com menor oferta, os preços cresceram 5,21% até junho, segundo dados do IPCA-15. E devem continuar aumentando até as próximas colheitas, no começo de 2017.
"De acordo com o nosso levantamento, no município de São Paulo variou 6,28% neste ano. E vai subir significativamente nos próximos dois meses", diz o pesquisador Vagner Martins, do Instituto de Economia Agrícola.
Pode parecer que 6% é pouco, mas a alta é preocupante para um elemento essencial da cesta básica, pondera Martins.
"Às vezes há uma confusão em destacar quedas expressivas de produtos de pouca relevância. Qual a importância da pera no prato do brasileiro? Em contrapartida, o peso do feijão e do arroz têm grande peso na inflação."
O encarecimento do arroz, no entanto, não deve ser tão dramático como o do feijão. Isso porque há variedades da leguminosa, a exemplo do carioca, que são principalmente produzidos no Brasil, dificultando a importação.
A medida (a importação do feijão) foi anunciada pelo presidente Michel Temer na semana passada para segurar os preços mas, segundo os entrevistados, não deve ser muito eficaz.
"Importar feijão? Da onde? Até tem um pouco no Paraguai, na Argentina, mas (a quantidade) é marginal. O feijão carioca que a gente gosta só nós produzimos. Além disso, o feijão não tem substituto, não dá para fazer lentilha no lugar", diz o professor do núcleo de estudos de agronegócios da FGV Felippe Serigati.
O mesmo não acontece com o arroz, consumido e vendido por diversos países.
De acordo com Serigati, como o ciclo de produção do feijão é mais curto e não há impeditivos para que ele volte ao normal, os valores devem diminuir até o fim do ano.
Leite e milho
Se as altas da dupla arroz e feijão podem ser passageiras, há outras consideradas mais duradouras pelos especialistas.
As do milho e do leite, por exemplo, são vistas como estruturais e, portanto, mais preocupantes.
O milho é um dos principais componentes da ração das vacas leiteiras e registrou um crescimento expressivo em 2016. Ausente no IPCA-15, um de seus representantes no indicador, o fubá, encareceu 13% até junho. Já o leite subiu 18% no mesmo período e se aproxima de um patamar inédito.
Os entrevistados explicam que a alta do milho se deve à procura no mercado internacional, no qual o Brasil se tornou um vendedor importante. Nos últimos anos, o país acelerou a produção do alimento, conseguiu exportá-lo mais barato e teve grande demanda dos compradores, o que acabou elevando os valores lá fora. O aumento chegou ao mercado interno.
Com o milho caro, a ração aumenta e os produtores de leite têm que desembolsar mais para alimentar suas vacas. A alta é repassada para o consumidor. Além disso, as chuvas fortes no começo do ano prejudicaram as pastagens e as estradas de transporte, dificultando a produção e diminuindo a oferta.
A crise também afetou o setor já que, com menos dinheiro, o brasileiro está cortando derivados. Dados do IPCA-15, a prévia da inflação, mostram que a manteiga, por exemplo, subiu 41,89% neste ano. Com demanda menor, a indústria processadora, por sua vez, compra menos dos produtores.
"Os custos altos e a receita baixa acaba desestimulando o trabalhador da área. Ouvimos relatos de pessoas que estão saindo da atividade, porque não estava mais compensando. Eles migram para a pecuária de corte, cruzam suas vacas com bois reprodutores", diz o pesquisador do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da USP, Wagner Yanaguizawa.
Um menor número de produtores significa menos oferta de leite, o que também puxa os preços para cima.
"Esse choque não é temporário, é estrutural. Há risco de valores maiores nas próximas safras", afirma Serigati.

Fonte UOL

Prefeitura Municipal de Água Branca PB manifesta agradecimentos às equipes que realizaram a FESTA DE SÃO PEDRO 2016


A Prefeitura Municipal de Água Branca manifesta agradecimento à todas as equipes que realizaram a FESTA DE SÃO PEDRO edição 2016 direta ou indiretamente, dando menção especial à Secretaria Municipal de Infraestrutura e Secretaria Municipal de Cultura que unidos não mediram esforços para que realizasse as festividades numa manifestação de cor, luz, alegria e descontração, mantendo a sua tradicionalidade, não esquecendo as corporações de segurança como a Guarda Municipal e a Policia Militar com seu Destacamento de Princesa Isabel que com as rondas  preventivas inibiram quaisquer  ações negativas  durante a realização dos festejos garantido a integridade física do público, assim como a Secretaria Municipal de Saúde que colocou de plantão emergencial a equipe da SAMU e o Hospital Municipal . Este foi a tonalidade do sucesso de todos empreendimentos realizados. A responsabilidade aumenta a cada ano devido a propagação de alcance nacional  em que se tornou a FESTA DE SÃO PEDRO DE ÁGUA BRANCA.
Assessoria de Comunicação
fotosJC

CENAS MUITO FORTES: Liberadas as imagens das explosões no aeroporto de Istambul

Explosões no aeroporto de Istambul deixam 36 mortos. Ministro da Justiça turco diz que fuzis também foram usados em ataque. Homens-bomba se explodiram em terminal internacional de Ataturk.

Trinta e seis pessoas morreram após três explosões na noite de terça (28) no terminal internacional do aeroporto de Istambul, o maior da Turquia e terceiro mais movimentado da Europa. O número de mortes foi anunciado pelo primeiro-ministro turco, Binali Yıldırım.


O ministro da Justiça turco, Bekir Bozdağ, disse que os responsáveis pelo ataque ao aeroporto Ataturk abriram fogo usando fuzis Kalashnikov.

Nenhum grupo reivindicou o ataque até o momento. Informações iniciais “sugerem” que o Estado Islâmico estaria por trás dos ataques, segundo a agência turca Dogan, que atribui a informação a fontes policiais. O premiê turco também afirmou que as informações obtidas até agora apontam que o Estado Islâmico foi responsável pelo ataque.

Logo após o ataque, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan convocou uma reunião de emergência com o primeiro-ministro Binali Yıldırım e comandantes militares.

“Está claro que este ataque não tem como alvo nenhum resultado, mas apenas criar material de propaganda contra nosso país usando o sangue e a dor de pessoas inocentes”, disse Erdogan em um comunicado.

“Não se enganem: para organizações terroristas, não há diferenças entre Istambul e Londres, Ancara e Berlim, Izmir e Chicago ou Antalya e Roma. A menos que todos os governos e toda a humanidade unam forças na luta contra o terrorismo, coisas muito piores do que tememos imaginar hoje se tornarão realidade”, disse ainda o presidente turco.
Primeirasnotícias

Cunha deve fechar acordo e renunciar à presidência da Câmara, diz jornal


cunha
O presidente da Câmara afastado, Eduardo Cunha, sinalizou a aliados que pode renunciar ao cargo se o Planalto conseguir unir partidos como PSDB e DEM em torno de um nome indicado por ele à sucessão na Casa. A informação é do jornal Folha de S. Paulo desta quinta-feira (30).
No último domingo (26), Cunha e o presidente interino Michel Temer tiveram uma reunião extraoficial, em que o deputado teria avisado sobre a decisão. Depois da conversa, Temer ordenou que seus ministros convençam o bloco dos tucanos a não se opor a um acordo com os aliados de Cunha.
Nos últimos dias, liderenças do PSDB, DEM, PSB e PPS têm se reunido em busca de um nome comum. No entanto, ainda não há consenso sobre o nome a ser indicado, já que o candidato eleito agora ficaria no cargo apenas até o fim do ano. O “desgaste” causado pela associação a Cunha desanima os grupo dos tucanos.
Apoiadores de Cunha avaliam que ele só poderá escapar da cassação se renunciar e conseguir uma vitória na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que avalia um recurso do deputado para reverter a decisão do Conselho de Ética, que indicou a cassação de seu mandato. Cunha nega ter feito articulações de qualquer sentido.
Créditos: Folha de S. Paulo

Um paraibano de R$ 207 milhões

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
A transferência do atacante paraibano Hulk do Zenit, da Rússia, para o Shanghai SIPG, da China, em negócio de 55 milhões de euros (R$ 207 milhões), foi comemorada pelo Campinense. Tudo porque o rubro-negro é considerado um dos cinco clubes formadores do atleta e espera receber uma compensação financeira por meio do mecanismo de solidariedade da FIFA.
A Raposa embolsou R$ 190 mil com a venda (60 milhões de euros – cerca de R$ 128 milhões na época) do Porto (Portugal) para o Zenit na temporada 2012/2013. Agora o Rubro-Negro espera receber R$ 600 mil.
A informação é do presidente do clube, William Simões, em entrevista à Rádio Borborema.
O dirigente revelou que, a CBF reconheceu que Hulk esteve vinculado apenas um ano ao Campinense e, por isso, a o clube tem direito a 0,4816 do Mecanismo de Solidariedade da FIFA, o qual vem a ser os 5% que as equipes compradoras precisam repassar aos clubes considerados formadores.
O mecanismo de solidariedade da Fifa paga um total de 5% das transferências internacionais aos clubes formadores, divididos entre os 12 e 15 anos (0,25% por temporada), e 16 e 23 anos (0,5% por temporada).
‘’Estamos esperando o negócio ser concretizado, mas pelo que já conversei com nosso advogado, a quantia a receber vai girar em torno de R$ 600 mil. Esse valor é parcelado e depende de como vai ser fechada a negociação entre chineses e russos’’, explicou William.
Mais dois deixam a Raposa
A quarta-feira (29) foi de mais duas despedidas na Bela Vista. Com contratos no fim, os meias Chapinha e Gil Bala não terão seus vínculos renovados.
Nessa tarde, o Campinense treinou no estádio Amigão, palco da partida do próximo domingo contra o Fluminense-BA, pela 4ª rodada do grupo A-9 da Série D do Campeonato Brasileiro. Ainda sem vencer na competição, a Raposa é lanterna da chave.
MaisPB

Jovem do Povoado Jurema, em Tavares, é procurado

Há exatos 11 anos, um jovem por nome Sidney de Sousa Santos, popularmente conhecido por “Tida”,  que tem sua família no povoado jurema (Família Berto), na zona rural do município de Tavares, no sertão do estado da Paraíba, deixou o convívio familiar e partiu para São Paulo em busca de trabalho e melhores condições de vida. 
Tudo estava bem, se não  fosse o fato do mesmo está desaparecido desde o dia 29/06/2005, data essa, que o jovem foi visto pela última vez na Capital do Estado de São Paulo. 
Sua Mãe, Maria Berto, e toda sua família, pede a todas as pessoas através de mensagem que foi ao ar, na tarde desta quarta-feira (29), pela Rádio Web KM Jurema, localizada na comunidade supra citada, que compartilhem esta noticia, uma vez que esta, seja uma forma eficaz  de buscar por meio das redes sociais, informações que possam levar ao paradeiro do mesmo. 
Nós, que fazemos o Blog do Djacir Pereira, pedimos aos nossos amigos e parceiros, o empenho em termos de divulgações, para que, com a permissão do Criador de Todas as Coisas, possamos obter êxito, nesse caso, que preocupa tanto essa família e a comunidade de um modo geral. 
O jovem Sidney, é um rapaz, de uma conduta exemplar, a ponto de ter que se distanciar de sua família, com um único objetivo: ajudar seus pais nas despesas do lar. Mas, por ironia do destino, ou por fatos alheios aos nossos conhecimentos, desde a data acima mencionada não deu noticias aos parentes, deixando-os desesperados. 
Se alguém tiver alguma informação entrar em contato pelo seguinte WhatsApp: (83) 9-99106556  ou pelo E-MAIL deijajurema@hotmail.com 
Blog do Djacir Pereira

Previsão do julgamento final do impeachment

renan
O julgamento final do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff no plenário do Senado deverá ocorrer em torno do dia 20 de agosto, disse nesta quarta-feira o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).
Como o dia 20 cai em um sábado, o mais provável é que o julgamento final de Dilma ocorra na semana seguinte, pouco depois dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, previsto para ocorrer até o dia 21.
Renan disse a jornalistas, após conversa com Dilma na tarde desta quarta-feira, que a presidente afastada se mostrou “triste, mas aguerrida” e demonstrou estar “consciente de seu papel”. O senador negou, no entanto, que a petista tenha feito algum pedido.
“Ela perguntou sobre o calendário do processo. Eu respondi que nós terminamos agora a fase da inquirição de testemunhas, teríamos a partir de agora a discussão das perícias, depois as alegações finais, a pronúncia ou impronúncia, e o julgamento final, se for o caso, deve acontecer em torno do dia 20 de agosto”, disse Renan ao retornar ao Senado.
“Ela disse que colaborará para que esse calendário seja cumprido, no que depender dela, ela favorecerá o cumprimento do calendário.”
Segundo Renan, na conversa desta quarta, Dilma teria ainda recomendado “ponderação” e “equilíbrio” na condução dos trabalhos da Casa.
Renan também negou que a presidente tenha defendido a proposta de realizar eleições gerais neste ano. Para o senador, a ideia tem poucas chances de prosperar no Parlamento.
“Não acredito na possibilidade dessa perspectiva preponderar”, disse, referindo-se ao quórum de aprovação que a medida exigiria por se tratar de proposta de emenda à Constituição (PEC).
“A única solução posta que nós temos no Brasil, constitucional, é a continuidade do presidente da República em exercício.”
Renan disse ainda que o Senado deve votar em novembro, após as eleições municipais, a regulamentação dos trabalhadores terceirizados, mas não o que chamou de “terceirização ampla, geral e irrestrita” que, segundo ele, prejudicaria os trabalhadores.

Reuters

As primeiras do dia

Tião Lucena

Eu vi o prefeito Zé Vieira, de Marizópolis, andando feito um jogado pela Avenida João Machado, aqui em João Pessoa, menosde 24 horas antes do Tribunal Regional Federal mandar prendê-lo por crime de responsabilidade. Até parecia que sabia do que iria acontecer.
**
Não vi, porém, andando ao lado dele o ex-prefeito de São João do Rio do Peixe, José Aldeir Meireles, irmão do prefeito José Aldemir, igualmente atingido pela medida do Tribunal, ou seja, com prisão determinada pela justiça federal.
**
Ambos os dois que não são três vão cumprir obrigatoriamente as sentenças de quatro e cinco anos de prisão no semiaberto e devolver aos cofres públicos cerca de 200 mil reais.
**
Toda vez que um prefeito é preso por não andar na linha, fico imaginando que está chegando a hora de certo prefeito desmantelado e virado num dimdim, de certa cidade localizada na chapada da Serra da Borborema.
**
Agora não tem desculpa para não cuidar da Barreira. A licença foi liberada pela Sudema e só resta à Prefeitura iniciar a obra.
**
Falar em obra, aquela obrada de 5.800 reais foi de lascar.
**
Por ter chamado a prefeita de Alagoinha, Alcione Beltrão, de gestora fuleira, o diretor do Sine de Guarabira foi exonerado.
**
Celio Alves desmente notícia publicada em portal de João Pessoa, dando conta de que estaria trocando as funções no Governo por empreendimento particular.Ele diz que seu empreendimento maior é ajudar Ricardo Coutinho a fazer um bom Governo.
**
E haja bloqueio de contas na Prefeitura de Princesa. Parece brincadeira ,mas não é. Tribunal de Contas, Justiça, Ministério Público, tudo bloqueando as contas da Prefeitura e prefeito Dominguinhos solto na buraqueira, fazendo e desfazendo e ciente de que terminará o mandato sem que ninguém tenha o topete de bulir com ele, tirá-lo do posto e manda-lo plantar quiabos nalgum lugar.
**
O cemitério Senhor da Boa Sentença está abandonado.E é porque lá estão enterrados figurões da nossa história como Zé Américo, Ruy Carneiro, Antonio Mariz, Tarcisio Burity e por aí vai.
**
Mais tarde tem mais.

PF PRENDE CACHOEIRA E DONO DA DELTA ENGENHARIA

Marcelo Carvalho

Foram presos, nesta manhã, o bicheiro Carlinhos Cachoeira e o empreiteiro Fernando Cavendish, dono da Delta Engenharia; a ação é um desdobramento da Operação Monte Carlo, que provocou a cassação do ex-senador Demóstenes Torres, e atinge também Adir Assad, já preso na Lava Jato; eles são acusados de corrupção e lavagem de dinheiro, num esquema que teria desviado R$ 370 milhões; Cavendish chegou a ser um dos maiores empreiteiros do Brasil e participou das obras do Maracanã.

Porco cai de caminhão em movimento e mata idoso na Paraíba


Na manhã dessa quarta-feira, 29, um idoso de 61 anos morreu ao ser atingido por um porco, que caiu de caminhão em movimento na BR-104, próximo ao município de Queimadas, no Agreste paraibano.
Segundo informações da polícia, a vítima, que ainda não teve a identidade divulgada, trafegava de bicicleta no acostamento da rodovia quando foi atingido pelo animal.
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas o idoso morreu no local do acidente.

Fonte Política Mais Cedo