Aplicativo coloca cartão SUS nas mãos do cidadão


Mais funcionalidade e praticidade para obter o Cartão SUS – instrumento importante para atendimento na rede do Sistema Único de Saúde (SUS). Com um clique no aplicativo Cartão SUS Digital, as pessoas, tanto quem ainda não possui ou mesmo aquele que perdeu ou desconhece que tenha o cartão, podem ter acesso ao documento. É só baixar o aplicativo no celular e informar alguns dados. O objetivo, segundo o Ministério da Saúde (MS), é economizar os gastos com a emissão imprensa, mas também unificar todas as informações do paciente e evitar fraudes. Muitas pessoas têm mais de um cartão no País. Na Paraíba há 5.432.597 cartões para uma população de 3.972.202 (segundo estatística do IBGE 2015), o que representa em média 1,3 cartões para cada pessoa.
De acordo com o Ministério da Saúde, o cartão possibilita a identificação única dos usuários do SUS, tornando possível reunir o conjunto de atendimentos realizados onde quer que aconteçam. Hoje todo brasileiro com o número do cadastro de pessoa física (CPF) válido possui o número do Cartão Nacional de Saúde, como consequência da integração da base de dados do cartão (CadSUS Web) com a Receita Federal. Todas as pessoas, inclusive as que possuem planos de saúde, devem ter o cartão, seja em mídia imprensa ou digital.
Apesar dessa ferramenta representar maior facilidade na obtenção do cartão, muitas pessoas desconhecem. Ao baixar o aplicativo, a população pode registrar várias informações como informar os medicamentos que está tomando até mesmo se tem algum tipo de alergia. Segundo o MS, o aplicativo disponibiliza ferramentas importantes como controle da aferição de pressão e medição de glicemia – essencial para quem tem diabetes e hipertensão. Ao preencher as informações, a ferramenta mostra, com auxílio de gráficos, os últimos registros de pressão máxima e mínima, bem como a evolução das taxas de glicemia.
Além disso, o cidadão também pode indicar se possui alguma alergia, se faz uso contínuo de medicamentos, adicionar contatos de emergência e compartilhar informações com médicos por quem estejam sendo acompanhados, o que permite traçar o diagnóstico e ofertar o tratamento mais adequado ao histórico do paciente. Também em caso de atendimento de urgência, as unidades de saúde estão emitindo a segunda via. Além disso, pode-se emitir no setor de cadastramento municipal, que funciona no bairro da Torre, na Capital.
O Ministério da Saúde informou que o registro do conjunto de informações por meio da identificação do usuário é extremamente importante porque, a partir das informações reunidas, será possível acompanhar melhor a saúde dos pacientes e garantir uma atenção ainda mais adequada aos brasileiros que utilizam a rede pública de saúde. Além disso, será possível organizar ainda mais a rede de atendimento e a oferta dos serviços de saúde em todo o País.
Esqueceu o cartão, mas retirou segunda via em unidade de saúde
O carpinteiro João Batista Bernardo, 43, mora no Rio de Janeiro, mas está passando férias em João Pessoa, e precisou de atendimento de urgência no Hospital São Vicente de Paulo, no bairro de Jaguaribe. No entanto, ele esqueceu o cartão do SUS em sua cidade. Porém, ao chegar ao hospital soube que poderia retirar a segunda via na própria unidade de saúde. “Eu achei que não podia ser atendido. Quando cheguei disseram que poderia tirar na hora a segunda via. E logo fui atendido”, afirmou. Ele não sabia do aplicativo cartão digital e nem que poderia obter a segunda via nas portas de emergências.
Já a doméstica Maria de Fátima Bernardo, 42, possui o documento há alguns anos, mas foi informada em sua Unidade de Saúde da Família (USF) que deveria trocar por um novo porque um símbolo com a marca da bandeira. “Eles me disseram que eu teria que pegar uma declaração no posto e ir no antigo Lactário para pegar o novo”, comentou. Ela também desconhecia o aplicativo. Enquanto o auxiliar administrativo, Eduardo Marcos, 21, tem o cartão SUS impresso, mas disse que já ouviu falar do modelo digital.
Economia aos cofres públicos com emissão da mídia imprensa
De acordo com o Ministério da Saúde, a pesquisa Mobile Report, da Nielsen IBOPE, mostrou que 68,4 milhões de pessoas utilizam a Internet pelo celular no Brasil. A ideia é que essas pessoas possam utilizar o aplicativo e, com isso, trazer economia aos cofres públicos. Isso porque, apenas em 2014, o Ministério da Saúde destinou R$ 4 milhões para a compra de mais de 13 milhões de mídias plásticas do cartão.
Prestar atendimento a população, mesmo sem o cartão
As unidades da rede pública de saúde devem prestar atendimento à população independentemente da apresentação do cartão. Se o paciente não tiver o cartão (digital ou em mídia plástica) ou mesmo o número, o registro pode ser feito no momento do atendimento. Isso vale tanto para as unidades públicas como privadas. O cartão SUS é emitido pelas unidades de saúde pública que prestam atendimento ao cidadão nos estados e municípios.
Transferência ou segunda via deve ser solicitado
Em caso de perda do cartão SUS por algum motivo ou extravio, é importante que o usuário saiba que irá precisar da segunda via para atendimento nas unidades de saúde. A consulta à base de dados do Cartão Nacional de Saúde (CNS), assim como a segunda via podem ser feitas pelo site http://cartaosus.com.br/. O usuário pode também ir até a sede de referência para credenciamento do Cartão SUS, com CPF e RG e solicitar a segunda via do documento.
Como descobrir se tem o cartão?
De acordo com o Ministério da Saúde, para descobrir o número do Cartão, o cidadão pode entrar no aplicativo informando seu número de CPF e data de nascimento. O Cartão SUS é emitido pelas unidades de saúde pública que prestam atendimento ao cidadão nos estados e municípios.

Para fazer o cadastramento para o cartão SUS, você precisa:
- Registro Geral (RG);
- Cadastro de Pessoa Física (CPF);
- Um comprovante de residência*
* Caso o usuário não possua um comprovante de endereço em seu nome, pode procurar a Unidade de Saúde da Família (USF) onde é cadastrado para que seja emitida uma declaração de residência.
Para fazer download do Cartão SUS digital
- https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.datasus.cnsdigital

Fonte Correio da Paraíba