Veja 5 conselhos para quem quer transformar uma ideia em negócio


Se você tem uma ideia, mas ainda não tem um plano de negócios, e acha que talvez seja cedo para ter. Esta primeira fase é uma oportunidade para testar sua ideia e torná-la mais inovadora. Um tempo inicial investido no design de seu futuro negócio, que pode ter impacto positivo no desenvolvimento, ou até dar uma direção completamente diferente da imaginada inicialmente.
Mas, o que dá para fazer nesta fase? De forma bem simples e resumida, você deve entender melhor seus futuros clientes e parceiros, e verificar se seus produtos ou serviços atraem e despertam desejo como você imaginava que deveriam.
Seguem algumas dicas de Carolina Fouad e Rodrigo Amantea, especialistas em empreendedorismo
1 - Busque compreender melhor o ecossistema onde seu futuro negócio estará inserido. Mapeie as diversas partes interessadas, ou stakeholders. Eles podem ser potenciais clientes no futuro, fornecedores, formadores de opinião, pesquisadores, investidores e até familiares e amigos. Selecione alguns para um bate papo, ou até uma entrevista mais estruturada.
2 - Mergulhe no mundo de seus potenciais usuários ou clientes. Para obter conhecimentos de primeira mão, sobre as necessidades mais prementes para o desenvolvimento dos seus produtos ou serviços.
3 - Leia e estude o mercado. O que já tem disponível? Sua solução é inovadora e vai oferecer algo diferente do que as pessoas já conhecem e utilizam? Pergunte bastante e ouça todas as respostas, elas podem te ajudar a melhorar ou até mesmo repensar a sua ideia.
4 - Você seria seu próprio cliente? Sua visão crítica sobre a sua própria ideia também é importante. Considere os seus valores e princípios, não desista perante o primeiro ‘não’ que ouvir, e não desanime diante das críticas. Use tudo a seu favor, e continue desenvolvendo a ideia.
5 - Prototipe cedo. Há vários métodos de prototipagem que podem ser bastante úteis em fases bem iniciais do negócio. Novas ideias precisam de muita prototipagem e trabalho antes que estejam prontas para o lançamento, portanto nada melhor que começar cedo. Nesta etapa, aproveite os erros para melhorar, coletar mais informações e novas percepções, para testar com futuros usuários, ajustando e amadurecendo ainda mais a sua ideia.

Fonte Exame