Acusado de participação em latrocínio de agente penitenciário da PB é preso no Rio de Janeiro


Investigações realizadas pela Polícia Civil da Paraíba, por meio de seu Grupo de Operações Especiais (GOE), resultaram na prisão de Henrique Silva Souza de Santana, acusado de participação no latrocínio que teve como vítima o agente penitenciário paraibano Ivonilton Wanderley Coriolano Júnior, ocorrido no dia 22 de março de 2015.

Um mandado de prisão obtido com base em levantamentos feitos pela Polícia paraibana foi cumprido por policiais do Rio de Janeiro no morro do Andaraí, nessa terça-feira (7).

O agente penitenciário foi atraído para o local do crime por duas mulheres que o doparam com medicamentos em sua bebida. Elas, Henrique e outros oito suspeitos de participação no crime roubaram celular, dinheiro e a arma da vítima, que em seguida foi amordaçada e espancada.

O corpo de Ivonilton foi jogado ainda com vida no rio Jaguaribe, nas imediações da comunidade Vale das Palmeiras II, bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa.

De acordo com o delegado do GOE, Allan Terruel, o grupo especial recebeu o caso em caráter especial. “Os investigadores do GOE fizeram todo o levantamento, recebendo informações importantes inclusive do Sistema Penitenciário, o que nos levou a localização exata de onde Henrique estava. Com base nisso, o delegado geral, João Alves, solicitou a cooperação da polícia carioca para prendê-lo. O trabalho envolveu depoimentos, filmagens, reconstituição, exames periciais, e cumprimento de mandados de busca e de prisão”, explicou a autoridade policial.

Terruel também acrescentou que das dez pessoas envolvidas no latrocínio, apenas duas estão foragidas. “Todos que tiveram participação nesse crime já foram denunciados. Uma das mulheres confessou o crime, o que levou à identificação de outros envolvidos. Foi feita um reconstituição dos fatos e ficou bem individualizada a participação de todos os envolvidos”, frisou, afirmando que o preso deve ser trazido para a Paraíba nos próximos dias.

Secom-PB