As primeiras do dia

Tião Lucena


Fátima Pelaes, a deputada escolhida por Temer para chefiar a Secretaria de Políticas Públicas para mulheres, é apontada pelo Ministério Público como integrante da quadrilha que desviou 4 milhões de reais de emendas parlamentares.

Temer não acerta uma.
**
Falar nisso, Temer havia prometido extinguir quatro mil cargos federais tão logo assumisse. Extinguiu não. Ao contrário, ontem a Câmara criou 14 novos cargos.

Aí mente!
**
Aqui na Paraíba o Governo do Estado paga em dia e ainda tem gente achando ruim. No Rio, os servidores entraram na justiça para receber o salário. Houve uma liminar determinando o pagamento para esta sexta, o Governo recorreu e o TJ derrubou a liminar.

Vai pru Rio, descontente!
**
O novo ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Torquato Jardim, disse em comunicado aos servidores por videoconferência, que “quem tiver uma incompatibilidade insuperável de qualquer tipo, de qualquer circunstância [com o governo Temer], com certeza terá a dignidade de pedir espontaneamente a sua exoneração”. Torquato afirmou ainda que os trabalhos no ministério pressupõem “compatibilidade política, filosófica e ideológica de cada qual com o governo de transição” de Temer.

Danou-se!
**
Será que Adriano Galdino, que garantiu sinal da Vivo em São José da Mata, não poderia estender esse benefício a Princesa? Lá o povo vive as ditaduras da Claro e da Tim.

Que mandam e não prestam.
**
O conterrâneo Kiko Amaro foi nomeado gerente de comunicação social do Ministério das Cidades.

Em tempo:não foi indicado por nenhum fofa bosta da política tupiniquim.
**
O Zenedy foi exonerado para ser vice de Cartaxo.

A crise tá braba.
**
Romulo Gouveia não assenta sem bigode.

Nem ele, nem Maranhão.
**
Amanheceu chovendo.