Grávida de gêmeos morre e populares alegam demora do Samu, em Cajazeiras


Mais uma cena triste é registrada em Cajazeiras. Uma mulher grávida de gêmeos morreu nesta terça-feira (14), após sentir-se mal na zona norte da cidade. Populares alegam que a demora da chegada da equipe do Samu pode ter contribuído para a morte de Juscileni Rodrigues da Silva, de 30 anos.
De acordo com informações colhidas pelo Radar Sertanejo, a jovem chegou a ser atendida pelo Samu, após este receber um chamado da Polícia Militar. Após os primeiros procedimentos, a vítima foi levada para a maternidade da cidade, onde foi submetida a uma cirurgia, mas foi a óbito pouco tempo depois. As crianças também não conseguiram sobreviver.
Em nota, a Assessoria de Imprensa da Secretaria de Saúde de Cajazeiras dá sua versão.
Confira a nota na íntegra abaixo:
NOTA À IMPRENSA
A assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde de Cajazeiras vem atraves desta explicar o que se segue:
Na noite de segunda-feira(13), o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de urgência) foi acionado pelo COPOM da Polícia Militar às 23:28 horas para atender uma ocorrência nas proximidades da Praça Ronaldo Cunha Lima, que de acordo com informações da PM, a gestante das iniciais J.R.S de 32 anos estaria necessitando de atendimento.
O motivo do chamado seria um mal-estar. Rapidamente o médico regulador enviou uma VTR de suporte básico para se deslocar até o local onde a gestante estava. Quando a equipe chegou ao local, a mesma estava sentada em um local escuro. Ela apresentou vômito, foi colocada na VTR e durante o atendimento na própria ambulância foi diagnosticado uma parada cardiorrespiratória(PCR).
A equipe iniciou o procedimento de reanimação na própria ambulância, e após isso a população ficou clamorosa por não saber que estava sendo realizado o atendimento de reanimação da vítima. A unidade básica do SAMU saiu do local às 23:40 e chegou à Maternidade às 23:45. Durante o percurso, a Central Reguladora do SAMU de imediato entrou em contato com a equipe de emergência do Hospital Regional de Cajazeiras(HRC) e com o médico plantonista da maternidade, informando da gravidade em que a paciente chegaria.
A equipe do SAMU permaneceu na maternidade por cerca de 40 minutos prestando todo auxílio necessário à paciente. Lamentamos a intercorrência e ressaltamos que os primeiros socorros foram realizados com urgência pela equipe do SAMU.
Ressaltamos a importância de que a pessoa que aciona o SAMU deve repassar o máximo de informações do estado de saúde do paciente para que a equipe possa de deslocar tendo as informações do estado de saúde em que se encontra o paciente.
A Coordenação do SAMU de Cajazeiras se coloca à disposição da população para futuros e eventuais esclarecimentos.
Cajazeiras, 14 de Junho de 2016
Assessoria de Comunicação

Fonte Radar Sertanejo