Nova queda no Gov. Temer: secretária pode cair antes da posse





images-cms-image-000501051
O governo Michel Temer pode perder mais uma peça do seu tabuleiro. Desta vez, a Secretária Nacional das Mulheres, Fátima Pelaes, que já foi anunciada, mas ainda não empossada.
O motivo: ela foi acusada pelo Ministério Público, na Operação Voucher, de desviar R$ 4 milhões para uma ONG fantasma no Amapá.
“A parlamentar (Pelaes) teria ainda escolhido as pessoas que ministrariam os cursos oferecidos no âmbito do convênio, que aparentemente sequer foram realizados”, diz o pedido de abertura de inquérito do então procurador-geral da República, Roberto Gurgel, ao Supremo Tribunal Federal
Diante disso, Temer decidiu dar à bancada feminina a prerrogativa de resolver se manterá ou não a indicação dela. Se houver recuo na indicação, ele pode não nomeá-la, já que a nomeação ainda não foi efetivada
Assim, além dos três ministros já demitidos (Romero Jucá, Fabiano Silveira e Fábio Medina) e dos dois ameaçados (Geddel Vieira Lima e Henrique Alves), o governo interino de Michel Temer sofreria mais uma baixa.