EIS MANUEL JÚNIOR!

Tião Lucena


Manuel Júnior 1
POR FERNANDO CALDEIRA
Num dia estava ele a afirmar que o governo da Presidenta Dilma Rousseff tinha que sofrer o impeachment porque era corrupto. Dias após, sondado para assumir o Ministério da Saúde, na cota do PMDB, desdisse completamente o que havia dito, afirmando ter sido mal interpretado. Eis o deputado federal Manoel Alves da Silva Júnior, mais conhecido por Manoel Júnior, que já transitou partidariamente pelo PSB, PSDB e agora está no PMDB!
Manuel Júnior 2
Mas…, por que estou falando nisso?
Ora, há um ditado popular que diz que “quem faz um cesto, faz um cento”, não é? Ou seja, quem faz uma vez, faz duas, três… . Pois bem, o deputado de Pedras de Fogo fez uma vez com Dilma e agora faz com o PMDB, de quem até há pouco era candidato a prefeito de João Pessoa!
Ontem, Manuel Júnior dizia que “o povo de João Pessoa é extremamente politizado e a população está cansada de tantos desmandos de um prefeito que não conseguiu governar o município adequadamente e agora quer mais quatro anos para tentar fazer alguma coisa.” (MAISPB 25/01/2016)
Ontem, Manuel Júnior dizia que “Cartaxo vive de propaganda vã, vil. No guia eleitoral fez promessas de véspera de eleição apenas para capturar votos, mas não executa nada do que prometeu.” (PB HOJE 26/01/2016)
Manuel Júnior 3
Ontem, Manuel Júnior dizia que “a CPI da Lagoa é caso de polícia.” (PARAIBA.COM.BR 08/04/2016)
Ontem, Manuel Júnior dizia que “Cartaxo não consegue executar as obras, simplesmente por falta de aptidão de governar, por falta de gerir.” (PARAIBAONLINE 13/05/2016)
Mas…, isso foi ontem, porque hoje, ao declinar de sua candidatura a prefeito, Manuel Júnior anunciou seu apoio a quem? A quem? A quem? A Luciano Cartaxo!!!!
Sim, isso mesmo, Luciano Cartaxo! O mesmo Cartaxo dos desmandos (MAISPB 25/01/2016), o mesmo Cartaxo da propaganda vâ e vil (PB HOJE 26/01/2016), o mesmo Cartaxo em que a CPI da Lagoa é caso de polícia (PB HOJE 26/01/2016), o mesmo Cartaxo inepto para governar (PARAIBAONLINE 13/05/2016)!
Eis Manuel Júnior, o amigo que nega Eduardo Cunha, o ex-quase inimigo que agora abraça Cássio, e o ex-ácido crítico que agora enaltece Cartaxo!
Ei-lo!