MORTE DE MENINO DE 12 ANOS EM JOÃO PESSOA MOSTRA PERIGO DE USAR CELULAR LIGADO À TOMADA




Gabriel morreu após o choque
Gabriel da Silva Bezerra, de 12 anos, morreu após sofrer choque elétrico quando manuseava celular ligado à tomada


O Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB) fez um alerta sobre o risco de choque elétrico ao se utilizar celulares, tabletes e outros eletrônicos, ligados à tomada. Um menino de 12 anos, Gabriel da Silva Bezerra, morreu no domingo (24), em João Pessoa, após sofrer um choque ao manusear um celular que estava carregando na tomada. Ele teve uma parada cardiorrespiratória e chegou a ser socorrido para o Hospital do Valentina, mas não resistiu.
O garoto foi submetido a reanimação cardiopulmonar, mas morreu pouco tempo depois de dar entrada no hospital. O corpo de Gabriel foi enterrado nessa segunda-feira (25).
Segundo o Corpo de Bombeiros, foi a própria família da criança que o socorreu para o hospital, no bairro do Valentina.
Bombeiros alertam para o uso de extensões com muitos aparelhos conectados em uma mesma tomada (Foto: Divulgação)
De acordo com o Corpo de Bombeiros, de janeiro a junho de 2015 foram atendidos 11 casos de vítimas de choques elétricos no estado. No mesmo período deste ano, foram registrados oito. 
Mesmo os números apontando uma queda de 27% no número de casos na Paraíba, os bombeiros reforçam o alerta para que as pessoas redobrem os cuidados com acidentes envolvendo eletricidade.
“Realizamos campanhas educativas nas escolas e também disponibilizamos dicas e orientações quanto ao uso de equipamentos eletrônicos em nossa Cartilha de Prevenção de Acidentes, que está no site da instituição", destacou a aspirante do CBMPB, Hayana, acrescentando que as orientações incluem também o alerta para os perigos dos fios desencapados e o uso de extensões com muitos aparelhos conectados em uma mesma tomada.   
Confira abaixo:
ClickPB