MP-Procon interdita hipermercado em João Pessoa por falta de higiene; 'Existe uma manifestação de baratas neste local'


Uma fiscalização coordenada pelo MP-Procon – o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério Público da Paraíba - interditou, na manhã desta terça-feira (5), a loja do hipermercado Extra, localizada na avenida Epitácio Pessoa, na Capital. O motivo, segundo os dirigentes do MP-Procon, é a infestação de baratas e insetos no interior do estabelecimento. A ação teve a parceria da Vigilância Sanitária de João Pessoa e da Polícia Civil da Paraíba.

A denúncia foi formulada por consumidores e constatada pelos fiscais do MP-Procon e da Vigilância Sanitária.

“Detectamos que existe uma manifestação de baratas neste supermercado. A posição nossa foi pedir a interdição completa do estabelecimento para que pudesse ter a higienização para só assim ele possa voltar a funcionar”, disse o coordenador Jurídico do MP-Procon, Vitor Martorelli.

Ainda de acordo com o coordenador, a gerência do hipermercado e do grupo Extra terá um prazo para se manifestar juridicamente sobre a interdição. “Eles foram notificados agora e será aberto prazo para que eles se manifestem”, disse.

“A gente pede a população que encaminhe denúncias desse tipo ao Ministério Público. É só entrar no site do MP, lá existe um caminho chamado 'Ouvidoria' para que as pessoas possam denunciar. Se o consumidor nos ajudar passando a informação, poderemos fazer uma atuação mais precisa” complementou Vitor Martorelli.


WSCOM