Ricardo, o PMDB, 2016 e 2018! – Maranhão, para governador; Ricardo e Lira para senadores – Por Rui Galdino

Rui Galdino Filho
image-127
Meus amigos, minhas amigas, meus caros leitores. Com a recente desistência do pré-candidato à prefeitura da capital pelo PMDB, deputado federal Manoel Júnior, a possibilidade de novas alianças entre PSB e PMDB, está cada vez mais perto de se concretizar. A muito tempo, que eu vinha dizendo, que Manoel Júnior, não era candidato na capital este ano, e muitos me criticavam e diziam que eu estava doido.
Pois bem, e agora? Na verdade, com todo respeito ao deputado Manoel Júnior, acho que ele cometeu o maior erro de sua vida política, ao insistir numa pré-candidatura pelo PMDB, que ele mesmo sabia que não iria até o fim. Ora, se eu sabia e sempre disse isso, imagine o próprio Manoel Júnior!! Claro, que ele sabia também!!! O que eu não entendi, foi por que Manoel Júnior, prorrogou a decisão de desistir e levou essa novela até a última sexta-feira?
Bom, Manoel, agora, são águas passadas e com a sua desistência, restou um grande estrago dentro do PMDB. Vejamos: por causa de Manoel, o partido perdeu dois deputados estaduais, Trócolli e Gervazinho (próximo presidente da Assembléia), perdeu o vereador Fernando Milanez, perdeu várias lideranças pelo estado a fora e quase perde o deputado federal, Veneziano!
Além disso, não se tem certeza, que o PMDB vai apoiar mesmo a reeleição do prefeito Luciano Cartaxo. Acho que não! O senador Maranhão, já disse que a decisão de Manoel, foi isolada e pessoal. O senador Lira, não defende intervenção, mas, já disse, que prefere que o PMDB apoie Cida Ramos- PSB. Michel Temer, não vai se meter nas questões internas do PMDB paraibano e jamais ficará contra os senadores Maranhão e Lira. Jamais!!!
Então, Manoel Júnior, vai apoiar Cartaxo sozinho e mais uma vez se tornar um dissidente peemedebista. Outra questão: em virtude da ligação política de Manoel Júnior, com o deputado Eduardo Cunha, será que o apoio isolado de Manoel Júnior, vai ser bom para Cartaxo? Veremos em breve! Acho que Manoel Júnior, errou e errou feio ao desistir, deveria ir até o fim, pois ele mesmo dizia, “ que não abria nem pra o trem”, e terminou abrindo para “um carrinho de plástico”!
Agora, o PMDB está livre para voar e fazer novas alianças. E agora, quem vai entrar em cena, aliás, já entrou, é o governador Ricardo Coutinho-PSB. Isso mesmo! Ricardo, como grande articulador e estrategista, vai sim, ao lado de Maranhão e de Lira, traçarem os rumos de 2016 e 2018 da política paraibana. E o bicho vai pegar!!! Aqui em João Pessoa, o PMDB vai lançar o vice de Cida Ramos. Aguardem!
Em contra-partida, tal decisão e acordo, vai atingir outros municípios paraibanos, ou seja, com relação à Campina Grande, acho que o PSB vai lançar o vice de Vené – PMDB, e com isso, a eleição está sacramentada. Em Guarabira, acho que o PSB, vai lançar o vice de Fátima Paulino – PMDB, possivelmente, Josa da Padaria, e com isso, as chances de vitória é muito grande. Em Patos, o PSB, poderá também lançar o vice de Nabor Wanderley – PMDB, com boas possibilidades de vitória, etc, etc, etc …
E depois vem 2018. Já estão dizendo por aí, que em 2018, a chapa será a seguinte: Maranhão, para governador; Ricardo e Lira para senadores. Bom, sem dúvida, uma excelente chapa. Porém, eu penso diferente e acho o seguinte: independente do resultado da eleição de João Pessoa este ano, acho que o governador Ricardo Coutinho, só deixará o governo antecipadamente, se for candidato a algum cargo eletivo a nível nacional na eleição presidencial, ou seja, ou presidente ou vice-presidente, e já falei sobre isso, em artigos anteriores.
Se o governador Ricardo, não for para um embate nacional, ele vai ficar no governo até o fim, terminar seu brilhante mandato e tentar fazer seu sucessor. Ricardo, não tem muita paixão por Brasília, ama João Pessoa, vai descansar um pouco e com certeza, depois, vai tentar ser prefeito mais uma vez da nossa capital em 2020 e vencerá! Esse, será o caminho …
Mas, quem será o candidato de Ricardo à sua sucessão em 2018? Alguns dizem, que será João Azevedo. Outros falam em Estela Bezerra. Falam também no nome de Gervazinho.
Bom, se Ricardo sair do governo, Lígia Feliciano, é candidatíssima à sua reeleição e vai tumultuar o meio de campo. Conheço a vice-governadora Lígia, e sem dúvida, seria uma boa candidata para suceder o nosso governador, pois, Lígia, é uma mulher séria, honesta, trabalhadora e sempre esteve ao lado do governador.
Porém, se Ricardo ficar até o fim de seu governo, e sinto que ele vai ficar, Lígia, não deverá ser candidata, e com isso, Ricardo, vai lançar um outro nome. Fala-se também em Veneziano, que deixaria a prefeitura de Campina, se vencer, e o vice do PSB, assumiria, talvez, Adriano Galdino. Como se observa, Ricardo, terá várias boas opções para lhe suceder em 2018, no entanto, na minha opinião, vou torcer, para que o candidato apoiado pelo nosso governador, seja o senador Raimundo Lira.
Já falei sobre isso em artigo anterior. Raimundo Lira, é um senador atuante, sério, honesto, trabalhador, e tem ajudado muito a Paraíba e seu povo. Além disso, também tem ajudado bastante o governador Ricardo Coutinho, nos seus pleitos em favor da Paraíba e dos paraibanos. Sem dúvida, Lira, seria um extraordinário governador para suceder Ricardo, afinal, a Paraíba não pode retroceder!
VIVA A PARAÍBA!