SORRISO DO CISNE: O PT faz festa sobre o esquife de Cunha – Por Gilvan Freire


CunhaCasaCaiu
Gilvan Freire
O PT FAZ FESTA SOBRE O ESQUIFE DE CUNHA
MAS NINGUÉM SABE PORQUE O PT AINDA RI
Impossibilitados de se salvarem todos mediante acordo de sobrevivência em grupo, envolvendo os corruptos de todas as matizes em todos os poderes, resta agora aos desafortunados meliantes assistirem a queda das corporações criminosas e seus chefes. O afastamento de Dilma, de um lado, gerou um efeito cascata que derrubará muito mais gente no outro lado. Isso se considerarmos que há vários lados dentro da mesma organização, mas todos querendo a mesma coisa : a divisão da féria, palavra que tem o significado de apurado.
Primeiramente, sou obrigado a retirar o vocábulo “ desafortunados “ com o sentido de “não ter fortuna “ , pois estou tratando de gente que mete a mão em muito dinheiro, só que em dinheiro dos outros, dinheiro alheio, do povo. Mas são desafortunados agora, porque terão de devolver os furtos, menos naturalmente os recursos que já usaram em farras e orgias. E ainda sofrerão as amargas desmoralizacões dos cárceres e dos vexames familiares. Envergonham filhos e pais e demais familiares.
No plano estritamente político, onde atuam os delinquentes em bandos, as reações de uns ou de suas corjas são ainda meio patéticas : não baixam a cabeça, não assumem as culpas, não demonstram sofrimento e não choram. Mas se digladiam, assim como fazem as facções criminosas, ou para confundir e desnortear a polícia, ou para disseminar o ódio e a vingança entre os rivais.
A queda de Eduardo Cunha da presidência da Câmara é o efeito dominó da queda de Dilma, e representa a vingança dos gatunos que saíram debaixo das tetas dela, a mãezona que nutria muitos ratos com leite público. Cunha não é melhor nem pior do que os petistas abrigados no lulopetismo devorador das rendas do Tesouro. Cunha é apenas o mais inteligente, o mais arguto, o mais ladino. Não é um rato, é um guabiru.
Mas onde estava Cunha nesses anos todos, até que a casa caísse ? Atuava como, em companhia de quem, em que lugar ? Pois é : Cunha estava dentro dos governos petistas, fazia parte dos grupos de dominação, transitava pelos labirintos oficiais, da mesma forma como fazia a fina flor do PT.
Cunha sucumbe à artilharia dilmista, sem poder auferir da popularidade granjeada perante a opinião pública do país pela cruzada que fez no parlamento para apear o petismo do poder. É uma obra e tanto de implosão do antro central da criminalidade governamental.
Mas ele já começa a chorar pelo desmonte da indústria de indecências que ajudou a comandar no Brasil ao lado do petismo que desmorona. Só não se entende porque o PT ainda encontra nisso algum motivo para sorrir. É como o cisne, que quando está morrendo dana-se a cantar, é ?
Fonte: polemica