Wagner atribui força de Lula aos nordestinos


NORDESTINOS-FORÇA-LULA
Com a propriedade de quem viu de perto pesquisas completamente diferente dos resultados das urnas por três eleições consecutivas na Bahia, o ex-governador Jaques Wagner prefere evitar euforia diante da pesquisa DataFolha divulgada no final de semana que apontou o ex-presidente Lula vencendo todos os possíveis adversários no primeiro turno da disputa pelo Planalto em 2018.
"Sou cético em relação a pesquisa antes da eleição. Para governo e presidência está cedo", disse Wagner em entrevista à rádio Metrópole nesta segunda-feira (18).
O ex-ministro afirma, contudo, que é a região Nordeste que continua a dar força política a Lula. "Mas fico feliz (com a pesquisa). Porque Lula mora no coração dos nordestinos. Esse resultado é um reflexo disso aí".
Jaques Wagner voltou a comentar a expectativa pelo julgamento definitivo do impeachment da presidente Dilma Rousseff no Senado, e reafirmou a confiança de que ela terá pelo menos o mínimo de votos necessários para retomar o mandato.
"Estamos trabalhando com os senadores para que possamos conseguir os 28 votos para volta de Dilma. A população é quem tem que botar e tirar um presidente. Esse processo foi artificial. Os derrotados de 2014 estão tomando o poder. Tivemos erros, mas o impeachment é consequência".
Brasil 247