ABANDONADO, EDUARDO CUNHA JÁ COGITA FAZER DELAÇÃO PREMIADA E PODE ENTREGAR 223 PARLAMENTARES


images-cms-image-000502738
Desde que perdeu a eleição para a presidência da Câmara com o candidato Rogério Rosso (PSD-DF), para Rodrigo Maia (DEM-RJ), o deputado afastado, réu no STF, teria parado de falar que fechar o acordo com o Ministério Público no âmbito da Operação Lava Jato seria “uma loucura”
247 – O deputado afastado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) pode estar cogitando, fechar acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal no âmbito da Operação Lava Jato. Informa-se que ele pode entregar cerca de 223 deputados.
Isso desde que perdeu a eleição para a presidência da Câmara com o candidato Rogério Rosso (PSD-DF), para Rodrigo Maia (DEM-RJ), no meio de julho, segundo o colunista Jorge Bastos Moreno, do Globo.
De acordo com o jornalista, Cunha ao menos teria parado de falar que a delação “é uma loucura”, como fazia antes.
No entanto, os deputados acreditam que, se entregar para a Justiça os que têm rabo preso com ele, dentro e fora do Congresso, ficará sem poder de chantagem depois que for cassado e estiver totalmente fora da vida pública.
Com o poder de chantagem nas mãos, Cunha “pretende continuar influenciando e tirando proveito da política”, afirma Bastos.
Fonte: br247