Brilhante. Assim se define a estreia da Seleção Feminina de Handebol nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Contra as atuais campeãs da Noruega, a equipe deu show diante da torcida brasileira e venceu por 31 a 28 (17 a 16 no primeiro tempo). Uma estreia e tanto com um resultado realmente importante para que em casa a Seleção possa trilhar o caminho em busca de uma medalha inédita na competição. As duas equipes fazem parte do grupo A, que conta também com Romênia, Espanha, Angola e Montenegro. O handebol está se do disputado na Arena do Futuro, dentro do Parque Olímpico.

Com um grande destaque para a defesa, o Brasil se impôs no jogo e, talvez, o ponto mais importante foi ter sabido manter a concentração em momentos difíceis quando as norueguesas estavam se aproximando. O placar chegou a ficar empatado, mas por pouco tempo. Quando o perigo se aproximava, logo a Seleção Nacional voltava a manter o ritmo para conseguir uma rápida recuperação. As goleiras, Babi e Mayssa foram grandes destaques, com defesas fundamentais em momentos cruciais. Além disso, a central Ana Paula dominou o ataque e colocou a bola na rede 12 vezes.

A vitória sobre as bicampeãs olímpicas foi muito comemorada por toda a equipe, mas com os pés no chão de que esse foi só o primeiro passo. "É muito cedo para tirarmos alguma conclusão. Estamos contentes por ganhar, mas ainda tem muito jogo para frente. Temos que nos preparar para o próximo e buscar a classificação para as quartas de final. Estamos felizes também pelo jeito que conseguimos defender o jogo inteiro", elogiou o técnico Morten Soubak.

O treinador reitera que essa vitória foi muito significativa, porém, esse é um campeonato muito forte e precisa ser disputado jogo a jogo,a final, todos os adversários têm muita qualidade. "Repito que esses serão os Jogos Olímpicos mais difíceis porque muitos times tem qualidade para vencer e jogam no mesmo alto nível. Claro que será difícil, mas temos o nosso jogo e vamos seguir assim lutando", declarou. Na segunda-feira (8), o Brasil enfrenta a Romênia, às 16h40, também na Arena do Futuro. Amanhã será a vez do time masculino fazer a estreia contra a Romênia, também às 16h40.