Ciro: sim, sou candidato a presidente do Brasil


ciro_candidatura 2018
Em entrevista à revista Carta Capital, Ciro Gomes confirmou sua candidatura presidencial e afirmou que o PT dificilmente será perdoado pela sociedade brasileira; "O PT está catatônico, porque tem uma parte que, infelizmente, chafurdou nesse pragmatismo irresponsável e corrupto. O pecado do pecador é perdoado, mas o pecado do pregador, aquele que passa o dia inteiro se oferecendo como vestal exemplar, não dá", afirmou; segundo ele, Eduardo Cunha é quem manda no País, mas já está sendo traído por seu sócio Michel Temer.
Ceará 247 – Em entrevista à revista Carta Capital (leia aqui), Ciro Gomes confirmou sua candidatura presidencial e afirmou que o PT dificilmente será perdoado pela sociedade brasileira.
"O PT está catatônico, porque tem uma parte que, infelizmente, chafurdou nesse pragmatismo irresponsável e corrupto. Esse lado se sentiu autorizado a isso porque viu, a vida inteira, o outro lado fazer o mesmo. Não percebeu que os demais integram a plutocracia brasileira. Boa parte das revistas, dos jornais não estava nem aí para a moralidade, sempre protegeram os seus sócios no poder. Por algum tempo, a turma do PT se imaginou sócia também. Ledo engano. O pecado do pecador é perdoado, mas o pecado do pregador, aquele que passa o dia inteiro se oferecendo como vestal exemplar, não dá", afirmou.
Ele também afirmou que quem manda no Brasil hoje é Eduardo Cunha. "Quem manda é o Cunha. Mas Temer ‘já o está traindo, como é da natureza de um traidor’", disse ele.
Ciro disse ter certeza de que Temer irá fracassar. "Não é possível colher um maracujá de um pé de maçã. Ele é basicamente o representante desse lado fisiológico, clientelista e corrupto do PMDB. O País precisa de uma coisa oposta."
Brasil 247