Mulher é presa por abortar em matagal do Sertão


Um fato triste e revoltante aconteceu na Cidade de São José Piranhas nesta quarta-feira (10) depois que uma Mulher deu entrada na casa de saúde daquela Cidade sentindo fortes dores possivelmente vítima de um aborto.
Segundo informações a mulher foi encaminhada pela própria Mãe para o Hospital de São José de Piranhas onde a mesma foi transferida para maternidade Deodato Cartaxo na Cidade de Cajazeiras, quando a equipe de plantão ao realizar os exames necessários constatou-se que a mulher tinha todos os sintomas que teria dado a luz.
O caso foi repassado para Polícia Civil da cidade de Cajazeiras através da Delegada Ana Valdenice que ao tomar conhecimento esteve na maternidade onde ouviu a mulher identificada como Camila Vieira Santos, que diante da delegada relatou que não sabia que estava grávida e que na tarde desta quarta-feira teria passado mal indo até uma mata fechada no sítio Mulungu onde teria acontecido o possível aborto.
O mais estarrecedor foi que o feto foi abandonado pela mulher e teria sido comido pelos cachorros.
Diante dos fatos a delegada pediu que a mesma ficasse custodiada naquela casa de saúde para ouvi-la quando a mesma for liberada o que ocorreu na manhã dessa quinta.
Caso comprove que a mesma teve a intenção de abortar a criança deverá responder pelo crime de homicídio. Nesta quinta-feira (11) peritos irão ao local do fato para tentar encontrar restos do feto. Camila Vieira Santos foi encaminhada para a Cadeia Feminina no final desta manhã.

Fonte Repórter PB / Ângelo Lima