Pesquisa revela que turistas pretendem voltar ao país e à cidade do Rio e que viagem superou expectativas


19082016_Rio2016turista_GovRJDurantre os Jogos Olímpicos Rio 2016 foi realizada uma pesquisa com turistas brasileiros e estrangeiros que concluiu que a maioria elogiou as opções de turismo e lazer, a diversão noturna e a hospitalidade do brasileiro. O estudo realizado pelo Ministério do Turismo revela o perfil, gasto e tempo médio dos visitantes, além do índice de satisfação com itens como segurança, transporte público, infraestrutura e preços.
 
De acordo com o levantamento, 87,7% dos estrangeiros têm a intenção de voltar ao Brasil e 94,2% dos brasileiros querem voltar ao Rio de Janeiro. Para 98,7% dos turistas domésticos, a viagem ao Rio de Janeiro atendeu plenamente ou superou as expectativas. O índice de satisfação do público internacional é de 83,1%.
 
Durante o lançamento da pesquisa, foi reforçada a importância da Olimpíada para impulsionar o fluxo de visitantes estrangeiros ao país, que vive um novo momento onde o Rio de Janeiro passa a ser a grande porta de entrada para o turismo internacional que foi visto por mais de 5 bilhões de pessoas em todo o mundo.
 
Aumento da infraestrutura
O Rio de Janeiro ampliou sua estrutura e infraestrutura para atender o projeto de expansão que a cidade vive nesse momento. Somente em relação à rede hoteleira houve um aumento de mais de 100% passando de 29 mil leitos para 66 mil. Isso é fundamental para acompanhar o aumento da demanda turística que deve ocorrer nos próximos anos. A cidade de Barcelona recebia, em média, 1,8 milhão de turistas por ano e, após os jogos, chegou à marca atual de 8 milhões.
 
Os aeroportos foram elogiados por 94,6% dos turistas estrangeiros e 91,6% dos brasileiros. A segurança também foi bem avaliada por 88,4% dos visitantes internacionais e 87,1% dos nacionais, índices próximos aos registrados pelo transporte público, com 86,6% de aprovação do público externo, e 82,1% do interno.
 
O item que recebeu a avaliação mais crítica foram os preços praticados nas áreas das provas olímpicas, com 50,8% de avaliação negativa por parte dos brasileiros e 42,4% por parte do público de fora.
Vistos
A isenção de visto em caráter excepcional para a Olimpíada e Paralimpíada foi usada por 74,7% dos turistas internacionais dos países beneficiados (Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália) e 82,2% deles afirmaram que a medida facilitaria um retorno ao Brasil.
 
Perfil do turista
A pesquisa revelou que o turista da olimpíada é um viajante qualificado, com renda média de US$ 3.581,00 no público internacional e acima de R$ 3,5 mil para 70% dos brasileiros. O brasileiro ficou em média 10,3 dias e teve um gasto diário de R$ 337,9. Já o estrangeiro permaneceu 11,7 dias e gastou US$ 103,7 por dia.  O país que mais enviou turistas para o Brasil foram Estados Unidos (21,2%), seguidos da Argentina (14,8%) e da Inglaterra (4,8%). A maioria do público interno veio do Sudeste (51,1%), seguido do Nordeste com 18,5% e da região Sul, com 15,7%.
 
A internet foi a principal fonte de informação para a organização da viagem dos dois públicos pesquisados: doméstico (70%) e internacional (63,4%). Para o brasileiros a casa de parentes e amigos foi o principal (48,6%) meio de hospedagem, seguida dos imóveis alugados com 21,2%. No caso do público internacional, 37,2% ficaram em hotéis ou flats e 25% em imóveis alugados.
 
Acesse aqui a pesquisa completa.

Da Agência CNM, com informações do Ministério do Turismo