Polícia investiga possível morte de criança por desnutrição na Paraíba


A morte de uma criança de 9 anos está sendo investigada pela Polícia Civil da Paraíba, na cidade de Sumé, no Cariri paraibano. O atestado de óbito do menino diz que a causa da morte foi “asfixia por aspiração de conteúdo gástrico e desnutrição proteica-calórica”, levantando a suspeita de que a criança não estava sendo alimentada adequadamente. Para a Polícia Civil, o caso está sendo tratado como uma morte a esclarecer.
De acordo com o delegado Gerônimo Barreto, que atendeu a ocorrência durante o plantão centralizado na cidade de Serra Branca, a morte da criança ocorreu no sábado (27), mas a confirmação de abertura do inquérito aconteceu nesta segunda-feira (29). Segundo ele, ainda é cedo para dizer se o menino sofreu maus tratos ou passava fome.
“Ainda é cedo e é preciso ter muita prudência antes de dizer qualquer coisa. A criança era deficiente e já tinha uma série de pré-condições de saúde, paralisia cerebral, necessitando também de uma alimentação específica. Não podemos dizer que a criança estava passando fome ou sofria maus tratos antes de apurar”, disse ele.
O delegado também destacou que a Polícia Civil solicitou um laudo detalhado sobre a morte da criança, que vai ser examinada pelo Instituto de Polícia Científica (IPC). “Com esse laudo, que deve ficar pronto no prazo de até 10 dias, teremos mais detalhes sobre a morte da criança. Os passos da polícia estão sendo o acompanhamento inicial, perícia e levantamento de dados”, disse Gerônimo Barreto.
O inquérito policial deve ficar sob a responsabilidade do delegado titular da Polícia Civil, na cidade de Sumé, Yuri Givago. O G1 tentou entrar em contato com o delegado, mas as ligações não foram atendidas. Ele também não foi encontrado na delegacia da cidade.

Fonte Portal Vale do Piancó Notícias com G1