Ricardo Lewandowski cede e julgamento de Dilma poderá ser no sábado

dilma
O ministro Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e responsável por comandar a sessão de votação de impeachment contra Dilma Rousseff, anunciou que o julgamento final da presidente afastada poderá ouvir testemunhas no final de semana, especialmente no sábado, caso seja necessário.
O jornal O Globo destaca que Lewandowski disse que primeiro se esgotará a oitiva das testemunhas (duas de acusação e seis de defesa). O ministro admitiu que isso pode acabar apenas no sábado.
O presidente do processo de impeachment quer que oitivas se encerrem na sexta-feira (25), mas espera-se que essa fase só termine no sábado, pelo menos.
O Supremo também prevê que se trabalhe na madrugada de sábado para concluir a fase das testemunhas. Porém, a publicação ressalta que técnicos do Senado apostam que acaba apenas à tarde isso seja finalizado.
O Globo