Parlamentares que estavam na mesa que deu posse a Temer têm 76 ocorrências judiciais


FOTOPOSSEPRESIDENTE
Na tarde desta quarta-feira (31), depois de votado e aprovado o impeachment de Dilma Rousseff, o presidente do Senado, Renan Calheiros, deu posse ao novo presidente do Brasil: Michel Temer. Na sessão realizada no Salão Azul, Renan convocou outros cinco parlamentares para integrar a mesa ao lado dele, do ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski e do novo presidente da República. Foram eles: os deputados federais Mara Gabrilli (PSDB-SP), Rodrigo Maia (DEM-RJ), Beto Mansur (PRB-SP), Waldir Maranhão (PP-MA) e o senador Romero Jucá (PMDB-RR).
Repetindo levantamento feito ao longo do processo de impeachment e tomando como base dados do site Excelências, mantido pela Transparência Brasil, a Lupa levantou o total de ocorrências judiciais dos seis parlamentares que saíram na foto da posse de Temer, ocupando um lugar na mesa do Senado. Juntos eles têm 76 ocorrências. Entre elas, há inquéritos e ações que correm na Justiça comum, na Justiça eleitoral e/ou nos Tribunais de Conta.
Dos seis parlamentares que integraram a mesa que deu posse ao presidente Michel Temer, apenas a deputada Mara Gabrillinão têm ocorrências. O deputado federal Beto Mansur, por sua vez, acumula, sozinho, 54 delas.
Veja abaixo a lista:
lista


*Nota: Os parlamentares acima citados recorrem na Justiça de muitas das pendências judiciais listas. Recomendamos uma leitura mais detalhada no site Excelências.
Fonte: Revista Piauí
Créditos: JULIANA DAL PIVA, RAPHAEL KAPA, CRISTINA TARDÁGUILA