Temer é vaiado em abertura de Paralimpíada; Nuzman faz pausa em discurso durante protestos Publicado por: Gutemberg Cardoso Publicado em : 4039096115-presidente-michel-temer-durante-cerimonia-dos-jogos-paralimpicos-do-rio-de-janeiro Ausente na Cerimônia de Encerramento dos Jogos Olímpicos, o presidente Michel Temer esteve presente no Maracanã para a Abertura dos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro. Tal como na abertura da Olimpíada, Temer, que ocupa o cargo em definitivo há exatamente uma semana, foi novamente criticado. Ao anunciar oficialmente o início dos Jogos, Temer foi vaiado pelo público presente no Estádio do Maracanã. Antes disso, o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro Carlos Arthur Nuzman foi interrompido pelas vaias enquanto agradecia aos governantes pela organização da Paralimpíada. Os opositores do peemedebista que estiveram no estádio aproveitaram o 7 de setembro para engrossar o coro das manifestações ao redor do País . Ao contrário do que Temer pediu em seu primeiro discurso na televisão, a “pacificação” do Brasil não será tarefa fácil, especialmente quando levado em conta que seus adversários políticos não aparentam dar trégua para seu mandato. Temer permaneceu ausente da tribuna de honra do Maracanã durante parte do desfiles das delegações, momentos depois de ser vaiado no começo da CerimôniaTemer é vaiado em abertura de Paralimpíada; nuzman (checa a grafia) faz pausa em discurso após protestos. A cerimônia Os Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro começaram de forma mais modesta que a Olimpíada, com uma curta apresentação de dança exaltando as praias do Rio antes do começo do desfile das delegações. Os principais destaques da cerimônia ficaram por conta da descida do atleta norte-americano Aaron Wheelz, que desceu em uma megarrampa dentro do Maracanã sentado em sua cadeira de rodas, e da execução do Hino Nacional Brasileiro pelo maestro João Carlos Martins. Créditos: http://jovempan.uol.com.br/ Compartilhe esta notícia com os seus amigos Comentários 0 Comentários Veja Também Senador Cássio vai se casar com Jacilene Azevedo durante a licença Cássio vai aproveitar o tempo livre para tratar não somente a saúde, mas também a (...) SETE INDECISOS: Na enquete de O Globo só cinco deputados; Couto, Pedro, Efraim, Wilson e Rômulo tem posição pela cassação ! os 12 deputados da Paraíba responderam e a surpresa ficou por conta dos indecisos que (...)


Publicado em :
4039096115-presidente-michel-temer-durante-cerimonia-dos-jogos-paralimpicos-do-rio-de-janeiro
Ausente na Cerimônia de Encerramento dos Jogos Olímpicos, o presidente Michel Temer esteve presente no Maracanã para a Abertura dos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro. Tal como na abertura da Olimpíada, Temer, que ocupa o cargo em definitivo há exatamente uma semana, foi novamente criticado. Ao anunciar oficialmente o início dos Jogos, Temer foi vaiado pelo público presente no Estádio do Maracanã. Antes disso, o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro Carlos Arthur Nuzman foi interrompido pelas vaias enquanto agradecia aos governantes pela organização da Paralimpíada.
Os opositores do peemedebista que estiveram no estádio aproveitaram o 7 de setembro para engrossar o coro das manifestações ao redor do País . Ao contrário do que Temer pediu em seu primeiro discurso na televisão, a “pacificação” do Brasil não será tarefa fácil, especialmente quando levado em conta que seus adversários políticos não aparentam dar trégua para seu mandato.
Temer permaneceu ausente da tribuna de honra do Maracanã durante parte do desfiles das delegações, momentos depois de ser vaiado no começo da CerimôniaTemer é vaiado em abertura de Paralimpíada; nuzman (checa a grafia) faz pausa em discurso após protestos.
A cerimônia
Os Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro começaram de forma mais modesta que a Olimpíada, com uma curta apresentação de dança exaltando as praias do Rio antes do começo do desfile das delegações.
Os principais destaques da cerimônia ficaram por conta da descida do atleta norte-americano Aaron Wheelz, que desceu em uma megarrampa dentro do Maracanã sentado em sua cadeira de rodas, e da execução do Hino Nacional Brasileiro pelo maestro João Carlos Martins.
Créditos: http://jovempan.uol.com.br/