Deficiência administrativa na maioria das prefeituras do Sertão paraibano


A deficiência administrativa na maioria das prefeituras da nona região geográfica da Paraíba que é formada pelos municípios de Uiraúna, Santa Helena, Triunfo, Bernardino Batista, Joca Claudino, Poço de Jose de Mouro, São João do Rio do Peixe, Cajazeiras, São Jose de Piranhas, Carrapateira, Monte Horebe, Bonito de Santa Fé, Bom Jesus e Cachoeira dos Índios é bastante notório, prefeitos deixando os municípios após as eleições, atraso na folha de pagamento e principalmente os prestadores de serviços, falha na limpeza pública, deficiência na infraestrutura, calçamentos estragados, limpeza pública feita pela metade, funcionários fazendo greve branca, ameaçando ou fazendo protesto por que está com o pagamento atrasado. Essa situação é apenas uma pequena parcela dos desmandos na maioria dos municípios acima citados que apesar de tudo, esse é o retrato de todo o Brasil. Pela imagem apresentada no momento coitado dos funcionários municipais, os novos prefeitos não vão ter condições de pagar a conta dos seus antecessores, apesar da conta ser da prefeitura, o novo prefeito a partir de Janeiro são obrigados a pagar, só precisa o sindicato ou outra representação dos funcionários entrar na justiça que ganham a causa com facilidade. Bom é para os novos gestores receber uma herança negativa. Mas tenha calma, principalmente se o prefeito que lhe entregou o cargo e não honrou com os seus compromissos, mostrar internamente a você que as despesas exatas foram gastas em sua campanha, ai o novo prefeito nem pode reclamar.
É difícil falar bem de qualquer prefeito hoje no Brasil, ser bom do início do mandato até o fim é joia rara. QUE VERGONHA SENHORES PREFEITOS. Vocês administradores não esqueçam que pode enganar o povo, mas a Deus vocês não enganam. Deixar funcionários atrasados e muitas vezes passando necessidades é uma ação criminosa e sai completamente da linha de nosso senhor Jesus. Cuidado… Cuidado… Cuidado e muito cuidado.
Um internauta disse em comentário: “eu não esperava ver são José de piranhas nessa lista. Mais você tem razão o homem pode enganar a outro homem mais duvido engana a Deus. Digo se a pessoa trabalha porque precisar agora quero ver mais se os salários deles a trazam.” Outro comentarista escreveu assim: “Parabéns pelo excelente texto. Quem sofre são os servidores públicos que irão ficar meses sem receber seus salários e ainda obrigado a trabalhar. Em minha opinião a justiça deveria prender quem atrasa salários”. Mais um comentário escrito por outro internauta: “o problema maior que assola esses municípios e que todos os prefeitos sem exceção administram para eles, para família deles, as prefeituras viraram verdadeiras cabines de emprego é um apadrinhamento grande. Pode ver todas essas cidades citadas aí são velhas, sujas e com obras inacabadas. Lamentável, mas é pura realidade”.
Em final de mandato, as maiorias dos prefeitos aproveitam para descansar, não concordo com esse direito que eles pensam que tem, por que muitos deles vão ter um bom tempo para repousar, a maioria se for candidato nas próximas eleições perde para o mais fraco concorrente de hoje. Tem tanto prefeito desgastado que dar para forma uma lotação de um ônibus. A maioria deles governou mais para os seus e deixou o povão passando necessidades, faltando médico nas policlínicas, odontológicos nos postos e hospitais, às vezes tinha o profissional, mas não tinha o material, falta remédios nas farmácias dos municípios, assim se vai e o povão sai sempre perdendo no final dos mandatos. Parte do povão, segundo se comenta, recebe ajudas durante a campanha e perde o direito de reivindicar dos administradores. Muitos prefeitos gastam oito vezes a mais do que a soma dos seus vencimentos durante os quatro anos, eito vontade de ser prefeito, isso parece coisa errada, será que tem erro mesmo? Afirmar somente com todas as provas em mãos, mas pela linhagem da carruagem, tem coisa errada na maioria das administrações municipais em todo Brasil. É uma verdadeira vergonha nacional.

Fonte Radar Sertanejo