Dinheiro de Hulk salva Serrano da extinção que volta à elite do futebol paraibano em 2017


O Grêmio Recreativo Serrano retorna em 2017 à série A do Campeonato Paraibano. O time de Campina Grande que praticamente foi extinto nos anos dois mil, ganhou sobrevida graças ao dinheiro de transferência do atacante Hulk. A equipe, que apareceu no cenário do futebol da Paraíba no final da década de 80, é um dos ‘herdeiros’ do atacante do Shangai SIPG, da China, decide neste domingo, no Amigão, o título da segunda divisão contra o Internacional-PB,
A venda do atacante da seleção brasileira, cria do Serrano, rendeu dividendos ao time de Campina Grande. Na negociação de Hulk então jogar do Porto de Portugal para o Zenit, da Rússia, rendeu R$ 475 mil para o Serrano que espera agora abocanhar outros R$ 600 mil com a transferência para a China.
O dinheiro pela rápida passagem de Hulk pelo Serrano (1999/200), fruto do mecanismo de solidariedade da FIFA, que destina uma parte da verba de transferências aos clubes formadores do atleta, livrou o clube da extinção.
Com a primeira ‘bolada’, o Serrano quitou dívidas pendentes com a FPF e a CBF e reativou o futebol profissional. “Hulk foi uma questão primordial para o nosso time”, disse o presidente Valdir Cabral.
Segundo ele, com a venda do centroavante por R$ 200 milhões ao Shangai, o clube espera embolsar cerca de R$ 600 mil provenientes da transferência para a equipe chinesa.

Fonte Globo Esportes