Domingueiras do Tião

Tião Lucena

No Dia do Professor, uma homenagem a Doralice

Ex-alunos da professora Doralice Marrocos a visitaram neste sábado, em Princesa, para homenageá-la no Dia do Professor. Hoje aposentada e curtindo a velhice, Doralice continua graciosa,juvenil e contando muitas histórias da vida princesense, além de ser uma excelente declamadora dos seus próprios versos.
Valeu a homenagem. Hoje em dia as pessoas costumam lembrar-se apenas de quem está na moda e pode oferecer vantagens em troca de certos mimos.

Aldo Lopes foi bater no Japão

Quem diria, Aldo Lopes, o neto de Ronco Grosso, saído feito fera da Serra de Bernardino Batista para vencer na vida em João Pessoa, hoje curtindo férias no Japão, todo enfatiotado num casaco sobretudo e espiando os homens e mulheres de zoin apertado com jeito de turista rico.
Ele merece, e como merece! Lutador, vencedor, talentoso, subiu na vida sem precisar de fela da puta nenhum, somente com seu trabalho e com a sua inteligência.
Sou fã desse menino. Considero-o um dos maiores romancistas deste país.

O choro de Bira

Comove ver Bira chorando depois que perdeu o mandato. Nos seus lamentos, ele chega ao desespero ao mandar dizer ao prefeito Luciano Cartaxo:
-Eu ainda estou vivo!”
Tomara que o prefeito não deixe pra lembrar dele quando não houver mais jeito.

A prisão de Lula

Corre um boato, com fundo de verdade, sobre a possível prisão de Lula nesta segunda-feira.
O ex-presidente já responde a três ações penais, por isso o boato sobre essa orquestração.
Vale a pena aguardar e conferir.
Só se lamenta a total amnésia das chamadas autoridades judiciárias com relação aos corruptos tucanos e peemedebistas, que igualmente nos roubaram desavergonhadamente e estão aí palitando os dentes e fazendo discursos moralistas.

E começou o horário de verão

Todo ano é assim, os homis de Brasília adiantam o relógio dizendo que estão economizando energia.
O chato é que discriminam. Em algumas regiões do país o relógio continua como dantes no quartel dos Abrantes.
Mas o importante é rosetar, acordar mais cedo, dormir antes do galo cantar e, se for o caso, coisar com a mulher sem acender a luz.