Drauzio Varella emite depoimento contra a PEC 241

 Resultado de imagem para foto drauzio varella
O médico oncologista e escritor Drauzio Varella declarou seu apoio à luta do Conselho Nacional de Saúde contra o desmonte do SUS e pela não aprovação da PEC 241 (Proposta de Emenda Constitucional 241).
Varella destaca a gravidade da PEC, que ao mudar o regime fiscal do país e impor um teto à saúde, com reajustes feitos apenas pela inflação, irá impactar fortemente a cobertura do sistema de saúde na compra de novos medicamentos e de novas tecnologias.
“Nós médicos somos contra a PEC 241. Não tem sentido a correção ser feita às custas da inflação, porque a inflação médica, dos serviços médicos, dos equipamentos, dos novos remédios, das novas tecnologias, é muito mais alta”, disse Varella.
Ao longo dos anos, a PEC 241 levaria a um dramático sucateamento do sistema público. “Não tem sentido reduzir ainda mais os recursos para a saúde. O SUS é uma conquista que não pode desaparecer. À medida que o governo vai cortando recursos, nós deixamos grandes massas populacionais desassistidas”, afirmou Varella.
Aprovação da PEC
Por 366 votos a 111, deputados aprovaram a PEC 241 na noite desta segunda-feira (10), em primeiro turno. Haverá ainda uma segunda votação na Câmara prevista para ocorrer até o final do mês.
Depois disso, a proposta vai para o Senado Federal, onde também precisará ser aprovada duas vezes.
Em seguida, segue para sanção presidencial.  Fonte:  Pragmatismo Político