Época: Moraes é o “falastrão” que constrange Temer


época_moraes
Revista da Editora Globo diz que "o ministro da Justiça comete um deslize atrás do outro e constrange o governo Temer"; perfil também lembra que Alexandre de Moraes inflou o número de refugiados e fez Michel Temer errar em seu discurso na ONU, em NY.
Em um perfil sobre Alexandre de Moraes na edição deste fim de semana, a revista Época, da Globo, diz que "o ministro da Justiça comete um deslize atrás do outro e constrange o governo Temer".
Na campanha tucana em que declarou aos militantes de um movimento chamado Brasil Limpo que haveria mais Lava Jato naquela semana, um dia antes de o ex-ministro Antônio Palocci ser preso, a revista diz, porém, que "Moraes, talvez por vaidade, quis mostrar que sabia mais do que realmente sabia".
O perfil também lembra que Alexandre de Moraes inflou o número de refugiados recebidos pelo Brasil nos últimos anos e fez Michel Temer errar em seu discurso na ONU, em Nova York, criando manchetes negativas para o presidente nos grandes jornais. A apresentação de Temer foi feita por Moraes praticamente sozinho, sem auxiliares, informa a revista.
A publicação destaca ainda que Moraes se "contradisse" em coletiva de imprensa sobre uma operação da Polícia Federal contra o terrorismo, pouco antes da Olimpíada no Rio, quando Temer ainda era presidente interino. "Primeiro deu ar de gigantismo ao trabalho, e em seguida minimizou a importância do grupo", diz a matéria.
"Moraes zela pela própria aparência. Sempre que sabe que será filmado ou fotografado, certifica-se que nada está fora do lugar – ajusta o terno, arruma a camisa e confere a gravata. Numa postura autossuficiente, está sem assessor de imprensa há um mês", descreve a revista, que lembra que Moraes tem uma "relação cordial" com diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello.
Brasil 247