Pernambucano é preso suspeito de fraudar R$ 850 mil em cheques na PB


Um pernambucano de 43 anos foi preso nesta quarta-feira (26), no Centro de João Pessoa, suspeito de usar cheques irregulares em negócios e provocar prejuízos de R$ 800 mil. 

Natural de Aliança (PE), ele costumava aplicar golpes não só na Paraíba, mas também em Pernambuco com utilização de cheques furtados para adquirir imóveis e na contratação de empréstimos. Quem explica é o delegado de Defraudações de João Pessoa, Luca Sá.

“Ele adquiriu uma fazenda, situada no município de Sapé (PB), pelo valor de R$ 700 mil, repassando dois cheques bancários em nome de terceiros. Ele convenceu a vítima a entrar na posse da fazenda, antes que os cheques fossem compensados, e negociou 30 bois da raça nelore, avaliados em R$ 70 mil, e outros bens avaliados em mais de R$ 30 mil, desaparecendo em poucos dias. 

A vítima buscou informações sobre o suspeito e descobriu que os cheques repassados foram furtados de uma empresa de Pernambuco e que ele é, na verdade, um estelionatário, que responde a processos na Paraíba e em Pernambuco".

Segundo o delegado, o suspeito foi preso no momento em que tentava trocar outro cheque falso, no valor de R$ 11 mil, sem saber que a fraude havia sido descoberta.

“Ele foi preso em flagrante pelos crimes de receptação qualificada (emissão de cheque bancário objeto de furto) e pelo crime de estelionato e poderá ser condenado a até 13 anos de reclusão”, disse o delegado.

Em casos suspeitos, a orientação da polícia é que as vítimas liguem para o Disque Denúncia, 197, que é gratuito e mantém o sigilo do denunciante. Com informações do Portalcorreio.