Polícia prende mulher suspeita de entregar marmitas com drogas na PB


Uma mulher de 48 anos foi presa em flagrante suspeita de vender pedras de crack em marmitas, em Campina Grande, no Agreste paraibano. O ponto de venda de drogas funcionava em uma marmitaria de fachada, para evitar levantar suspeita. O flagrante aconteceu na tarde desta quarta-feira (26).

No local, foram apreendidas várias pedras de crack, balança de precisão, sacos plásticos, embalagens para alimentos, além de dinheiro em cédulas de baixo valor, caracterizando o tráfico de drogas, segundo a investigação da Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Civil, em Campina Grande. Na casa, também foi encontrado um caderno com várias anotações de nomes, dados e valores.

Segundo o delegado Ramirez São Pedro, o estabelecimento funcionava na Rua Silva Barbosa, no bairro de Bodocongó, e a venda de drogas no local foi descoberta por meio de uma denúncia anônima feita ao dique denúncia da Polícia Civil, 197. Com informações do site G1.