Prefeitura de Campina não paga e servidores da saúde entram em greve

Tião Lucena


Os servidores da Saúde receberam uma má notícia por parte da prefeitura neste feriado prolongado em Campina Grande; a administração municipal mais uma vez atrasou o salário dos servidores, desta vez referente ao mês de setembro, sem apresentar sequer uma previsão para pagamento. Mais de 2 mil funcionários da categoria da saúde ficaram a ver navios. As demais categorias do funcionalismo público receberam seus ordenados em dia.
Em decisão acertada em Assembleia realizada em dezembro de 2015, ficou decidido pelos servidores que caso não recebam até o quinto dia útil do mês, as atividades serão paralisadas até que seja efetuado o pagamento dos servidores. Portanto, os servidores da saúde mantêm a posição acertada coletivamente e paralisam as atividades. O presidente do Sintab Nazito Pereira sustenta a decisão da categoria da saúde e informa que esses atrasos de pagamento vêm acontecendo frequentemente com a categoria durante todo o ano de 2016.
Os servidores da Saúde vêm há meses enfrentando problemas salariais com a prefeitura, que se recusa a cumprir o que estabelece a lei municipal. No segundo semestre, os servidores da saúde, os Agentes de Combate as Endemias e Agentes Comunitários da Saúde entraram em greve por dois meses reivindicando o cumprimento do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração. A duras negociações ainda não chegaram ao fim, como se percebe pela reiterada prática de atrasos salariais.